Pages

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O que é pecado?

  No dicionário esta escrito:
  Pecado, transgressão de preceitos, falta e culpa.
  Pecado queridos, uma palavra que resume toda vivencia humana e terrestre, que simplifica o que é ser carne e viver em um plano onde o que prevalece é o humanismo intenso.
  Alguns pensam que o primeiro pecado da humanidade foi quando Eva e Adão deram a mordida fatal no fruto proibido, mas descordo totalmente. O primeiro pecado da humanidade foi quando o homem em seus pensamentos e atos quis ser maior do que Deus! Lembrasse que o Genesis retrata que a serpente que era o próprio maligno atentou-os a comer o fruto para que eles tivessem a sabedoria de Deus:   

  “Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o senhor Deus tinha criado. E ela perguntou a mulher”: “foi isto mesmo que Deus disse: Não comam de nenhum fruto das arvores do jardim?
  Respondeu a mulher : “podemos comer do fruto das arvores do jardim, mas Deus disse: não comam do fruto da arvore que esta no meio do jardim, nem toquem nela, do contrario morrerão!
  Disse a serpente: certamente não morrerão! Deus sabe que, no dia um que dele comerem, seus olhos abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedores do bem e do mau!                                Genesis 3, 1-5

  Neste fragmento do antigo testamento e do primeiro livro que é a inspiração dos cristãos, a bíblia nos mostra da onde o pecado tem origem. O pecado tem origem do mau, o demônio tinhoso e tentador com as coisas vás alucinou e seduzi-o o homem, fazendo nascer a fome, a miséria, “o pecado global”.

  “O demônio é o pecado em pessoa, encarnado em pura malignidade!”

  O pecado é trevas, escuridão sem fim. É bom saber que nós somos pecadores ambulantes, é da nossa natureza pecar, e pecamos e pecamos sem restrições.
  Pena que não herdamos do pai a santidade, mas de seu amor ele nos da o livre arbítrio de escolher nossos caminhos, de trilhar passos que as vezes nos leva ao mau e as vezes ao bem.
É verdade, não herdamos a santidade do pai, mas herdamos o sentido de buscar a santidade, inspirados no sangue derramado de cristo que lavou a humanidade do pecado, e deu autoridade para que nós homens, pecadores ambulantes e de que do pó voltaremos tivéssemos a autoridade de perdoar os pecados dos irmãos em nome do pai do filho e do espirito santo.

  “ E com isso, soprou sobre eles e disse: recebam o espirito santo. Se perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados, se não os perdoarem, não estarão perdoados.       João 20, 22-23

  O pecado simplesmente se resume a tudo aquilo que esta fora dos pensamentos de Deus, pois Deus é limitado ao bem. É interessante esse aspecto, pois Deus se alto limita a certas coisas! O amor pela humanidade comove o coração de Deus!
  A arma contra o pecado é o perdão. Saber perdoar hoje e de estrema dificuldade. O perdão não deve ser um simples desculpa da boca pra fora mas um abraço fraterno e de coração! Perdoar não é só divino mas também humano, pois herdamos o perdão do pai, a graça de liberar perdão alegra a Deus em sua gloria!
  Quando dizerdes a você que você é um pecador não se assuste, pois você é mesmo, e eu também sou. Por isso devemos orar e pedir perdão pelas limitações  humanas postas pelo mau na vida terrestre! Pois o demônio, o Lucífer, o anjo caído do céu para as trevas só veio para matar, roubar e destruir!

   “não deixe que o irmão caia no pecado, traga o filho perdido para a casa do pai para que se abra o melhor tonel de vinho, e que a nova veste seja estreada. Traga a ovelha perdida do rebanho  pois o bom pastor a espera de braços abertos!

  Lucas de Almeida Moraes.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Mas nós viemos dos primatas?

A ciência defende o evolucionismo como base de nossa existência hoje. A evolução quer dizer que evoluímos fisicamente através do tempo determinado em milhões de anos. Ao decorrer da historia moderna ossadas de certos seres foram encontradas em varias regiões do planeta, sua anatomia era muito parecida com a estrutura dos ossos humanos. Depois de estudos a ciência provou que nós viemos sim dos primatas do passado, uma evolução constante até os tempos de hoje.
Queridos, no texto anterior refletimos sobre a religião, ou seja, a fé e a ciência. Agora vamos refletir nos campos onde a ciência e a fé entram em conflito.
Neste texto vamos refletir sobre nós, os seres humanos. Afinal da onde somos, o que somos e como surgimos?
Essa teoria não é tão inovadora hoje em dia, pois chegamos a estudar a evolução até na escola. Esse contexto teórico leva o Genesis por agua a baixo. A fé, ou seja, a religião cristã defende a teologia que é basicamente a bíblia que para o cristianismo é base da fé e certeza da existência de um poder divino. A bíblia no Genesis mostra que existência de tudo, dos seres vivos, do planeta e os elementos foram obras divinas, ou seja obra de Deus.
De acordo com o Genesis o homem tem origem de Adão e Éva, que desses dois seres humanos bíblicos povoaram todas as nações.
Um dia um estudante de em uma universidade perguntou ao seu professor:


- professor, a ciência tem a teoria da evolução não só dos humanos mas também de outras espécies como fonte de nossa existência, e tem algo visível para nós como prova que são os esqueletos do que eles chamam de primatas. A religião tem a teoria da criação e não tem nada visível como prova. Como a religião prova a nossa existência por meio da criação divina?


Para a religião, ou seja, o cristianismo, não tem o criacionismo como teoria mas sim como certeza. A verdade teológica, ou seja a bíblia sagrada não é teoria mas sim a única certeza da existência do poder de Deus e suas obras visíveis que somos nós.
A ciência e a religião vêm entrando em certos conflitos dos tempos em que Copérnico, Galileu, e outros grandes nomes tentavam dominar e conhecer as obras da natureza que os levaram a serem hereges.
Um papa muito conhecido que viveu no ano de 1700 e teve alguns problemas com Napoleão Bonaparte chamado Pio VII em uma carta escreve:


- certas coisas que a ciência diz parece estar duvidando de Deus, tentando achar um “poder” natural e humano descartando o poder divino, ou seja, o próprio Deus!


Hoje ciência e fé não agem com guerras, mas sim com o dialogo que já abriu portas para a compreensão e respeito de ambos os lados.
A maior igreja do cristianismo que é a grande Igreja Católica apostólica romana, tem a seu poder o estado do vaticano que abrange um dos maiores lugares onde se estuda ciência e astronomia no mundo, chegando até a ganhar prêmios. Por esse grande lugar onde grandes estudos foram feitos o papa Paulo VI pode ver de um telescópio o homem posando na lua nos anos 70.   
O atual chefe da Igreja católica o papa Bento XVI em uma entrevista diz o seguinte:


- o cristianismo e a ciência são dois “sistemas” diferentes, um necessita de provas e o outro de fé. Mas viver sem ciência hoje o mundo se torna preto e branco.


Queridos amigos, nos tempos de hoje onde tudo é muito moderno e fácil nos nós olhamos no espelho e pensamos no agora. É preciso sim saber e procurar entender quem somos nós!




Lucas de Almeida Moraes


sábado, 19 de fevereiro de 2011

Ciência e fé, qual delas tem a razão?

Na bíblia mas especificamente no Genesis que é um livro da bíblia que mas a ciência  tem investido em estudos  não é escrito em “língua cientifica” mas a uma tradução que a ciência pode fazer! Esta “linguagem cientifica” não é corrompida, ela talvez sirva para a humanidade entender melhor a linguagem da bíblia, ela serve até para os estudos téocientificos.
Queridos, dês dos primórdios do mundo moderno a ciência debate com a religião por certas coisas que só eram limitadas ao divino. Hoje com o avanço cientifico é possível até criar vida em laboratório. Se este método fosse criado nos tempos de Galileu as fogueiras da santa inquisição iriam matar vários, e serem acusados de invadir e burlar a criação de Deus.

“A certas coisas que esta limitada somente a Deus” 

Mas as brigas não acabaram. Ainda hoje a ciência e a fé brigam pela razão, pela moral e porque não dizer pela ética.
Afinal ciência e fé, qual delas tem razão?
A resposta a essa pergunta é controversa, um exemplo é a teoria da criação e a evolução, qual esta correta?
Particularmente e sinceramente tanto a criação como a evolução são obras divinas, assim como o big bem. Não foi um estalar de dedos para existir uma nova constelação, novos planetas e o nosso mundo, se realmente aconteceu esse cataclismo imenso, essa explosão ofuscante foi sem duvida por vontade de Deus.
A ciência não perde totalmente a razão, porque querendo ou não ela também foi criada por Deus!
No genises o primeiro livro do velho testamento da bíblia sagrada a em um dos versículos que diz o seguinte:

“O espírito santo repousava sobre as águas”

 A água é um dos elementos da natureza. Um cientista do século XX traduziu o versículo para uma frase digamos que polemica e inovadora, o que particularmente chamo de “língua cientifica”:

“Um ser divino e imortal repousava e descansava sobre moléculas de H2O”

Queridos, a ciência e a fé tem sim seus conflitos e discordâncias, mas o homem precisa das duas. Ambas se desunem pelas discórdias, mas se unem pelo seu criador.

“Ciência e fé, o mundo precisa das duas!”

“Realmente coisas que só são limitadas ao divino mas porque não estudá-las?”
  
Lucas de Almeida Moraes.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O social e o roligioso

Queridos, a religião que faz parte do convívio ético moral e construtivo da população, ela deve ser a defensora da justiça. É nessa construção de novos seres voltados para a paz e o dialogo. A questão da defesa social dos seres é obrigação da religião, pois se ela zela por todos e luta pela paz global, ela tem  a obrigação de discutir e zelar pelo bem estar social, não só de seus fiéis mas também de toda humanidade.
No ano de 1962 foi decretada a organização de uma reunião pela Igreja católica apostólica romana onde uniu não só cristãos católicos mas também cristãos protestantes e de outros creres fora do contexto cristão. Nesta reunião que foi um concilio ecumênico chamado Vaticano II foi discutido e posto em pauta a questão social e as condições de sobrevivência no mundo todo. A partir desta reunião extrema nasceram grupos religiosos lutando contra a fome, miséria extrema e todo tipo de pobreza e discriminação social e racial que age até os tempos de hoje trabalhando no planeta inteiro.
A religião tem a obrigação de velar pela sociedade. O cristianismo segue a seguinte afirmação:


“Se o próprio cristo instituiu a sua igreja terrena como instrumento e certeza da salvação ela tem a obrigação de defender a sociedade e zelar pela justiça e proteger o povo dos critérios dos poderosos corruptos!”


Jesus cristo é exemplo de ação social, Deus acima de tudo mostra a ser grande interventor nas ações sociais, pois na historia do novo testamento vemos o messias encarnado e se fazendo pobre se colocando como qualquer outra pessoa do seu tempo. Cristo foi e espelhou palavras de fé e fraternidade. Ele ensinou o guloso a partilhar, ensinou o homem a perseverar o bem e dar valor na família, deu a paz a quem sofria, ensinou a perdoar a quem nos deve e ensinou a amar uns aos outros.
Uma carta escrita por um grande líder religioso nos anos 70 que é o grande papa Paulo VI conhecida como Populorum progressio nos diz e nos lembra que apesar das diferenças sociais econômicas e financeiras nós temos que lembrar que somos meros imortais, que um dia iremos morrer e deixar tudo o que nós conseguimos em bens matérias aqui na terra. O papa também ressalta que a justiça é fonte de um amanha melhor, que a paz verdadeira esta no ato de ajudar e não de jugar!
Queridos, tempos difíceis são esses onde o dinheiro e a corrupção reinam deixando os menos favorecidos para segundo plano. A justiça terrena é cega e humana, por isso que ela é a dona de inúmeras falhas!
Mas uma coisa eu digo com toda a certeza, a justiça terrena é falha, mas a divina é perfeita. Deus é pai da justiça, pois dela vem o amor por nós, que ele calorosamente nos chama de filhos. A ele pertence tudo o que é correto e puro!
Não devemos abaixar a cabeça para as calamidades e corrupções do mundo, temos que ter voz, pois a voz do povo é a voz de Deus. Lutando pela justiça igualitária sem violência, pois Paulo na carta aos romanos diz:


“Não se deixem vingar com o mal, mas vençam o mal com o bem!”


Aquele que zela pelo amor maior não luta só em seu favor, mais sim por todos que defendem a mesma causa. Também não luta com espadas e armas porque o pai da violência são as trevas. O homem que luta contra a injustiça social luta com sua boca, a força da palavra do injustiçado é o começo para que a justiça justa reine e faça o seu devido trabalho.
Contamos sempre com a ajuda de Deus pois ele é a razão do existir, entregamos a ele toda a injustiça para que ele nos de a paz!


“Deus é eterno e senhor da justiça!”


“Portanto, a ira de Deus é revelada dos céus contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprirem a verdade pela justiça”
Romanos 1-18

Lucas de Almeida Moraes


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O Deus de todas as raças

  Queridos, vivemos em um mundo que estamos livres para ir e vir, as leis são para todos  e os direitos estão a poder de todos os seres(pelo menos dizem isso!). Mas também esta presente em nossa sociedade uma doença que atinge mentes com falta de conhecimento, uma doença que se cura com a complexidade e a compreensão de entender que somos todos iguais, somos todos seres Humanos. Esta doença é o racismo.
  No ano passado particularmente tive a grande experiência de me aprofundar no assunto, fiz trabalhos ao decorrer ano inteiro sobre racismo e a religião, escolhemos eu e meu grupo este tema pois tomamos o conhecimento que este problema ainda é grande em pleno século XXI. Tive a experiência de ler livros sobre o assunto e cheguei a conclusão que todas as religiões, nenhuma delas tem o ensinamento racista.
  Para quem já estudou historia ou ira estudar, ira deparar com alguns períodos onde negros, por exemplo, no tempo da escravidão eram casados pela toda poderosa Igreja, pois se acreditava que os negros eram seres que não possuíam alma. Nos tempos das grandes navegações, também presenciamos a grande desumanidade que era feita com os negros. Eles eram colocados nos porões dos navios, e eram super lotados, chegando eles a dividirem espaços com cadáveres.
  Não foi somente contra negros esta escravidão e preconceito, pois também os indígenas que no século XVI foram escravizados nestas terras brasileiras.        Também os orientais que no século passado teve que sair de seus paises por causa da segunda guerra mundial que assolava o Japão. Forçados a virem para a América do sul e do norte sofreram com o preconceito racial.
  Mas hoje nós vivemos em tempos de compreensão e paz entre as grandes potencias espirituais e governistas com as questões de raças, mas mesmo assim na nossa sociedade ainda existe pessoas que não aceitam e não convivem com comportamento pacifico com pessoas de raças diferentes. É o que eles chamam de raças inferiores!
  O papel da religião é intervir por todas as raças, sem medirem descrições sociais e econômicas, pois somos todos criaturas e filhos de um mesmo Deus! O respeito é a chave para vivermos em u mundo sem preconceitos, sem guerras contra a cor da pele.
  Quando cristo deu a sua vida na cruz pela salvação da humanidade ele não disse que estava morrendo somente para alguns, mas ele disse que a salvação era para todos.

“A salvação não escolhe a cor da pele, mas sim como a forma que agimos perante Deus, ou seja, o nosso coração”
   
  Na bíblia sagrada, livro da vivencia de ser cristão não tem nenhuma descrição racista, mas muito pelo contrario, ela pede para viver igualitariamente, sem guerras e sem discórdias. No novo testamento Paulo adverte os senhores de escravos que conviva com pacificação com eles e os trate como iguais, com a justiça e compreensão. O evangelista Lucas escreve uma frase muito bonita e verdadeira que diz o seguinte:

 “Não faça aos outros o que não gostaria que fizesse a você!”
 
  O alcorão, que é o livro sagrado do islã diz o mesmo. Ele nos ensina e nos diz que devemos viver a igualdade entre raças, eles pregam o amor pelo próximo, o respeito as raças e a ordem de uma política anti racista.
Queridos, a raça não nos diminui, não nos faz menores que os outros, muito pelo contrario, a raça deve ser um orgulho pessoal, deve ser a marca de uma historia vivida com sofrimentos no passado, mas com glorias no agora no presente e no futuro.
  Deus pela sua sabedoria sem limites fez o ser humano de cores diferentes para que no convívio nascesse o respeito ao próximo, ou seja, Deus nos criou diferentes para que não houvesse conflitos, mas sim para que aja respeito. Por isso Deus é o senhor de todas as raças.
  Aos racistas digo a vocês a verdade que salva e que liberta, se vocês são verdadeiramente racistas vocês não conseguem realizar uns dos principais mandamentos de Deus, lembre-se do que o próprio cristo disse:

“Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”

  Se você tem racismo, se você tem essa doença maléfica, você não consegue amar o seu próximo, pois o seu próximo também é aquele de quem você despreza pela cor da pele!

“Deus não me vê pela minha raça, mas sim pelo meu coração”

 Lucas de Almeida Moraes