Pages

domingo, 1 de maio de 2011

A igreja de João Paulo II

João Paulo II ficou no poder 27 anos
(1978-2005)
  Dia 1º de maio de 2011 entrará para a história como o dia que lembrou que um homem vestido de branco deu uma nova cara ao século XX, e mostrou que ainda tinha esperança no homem, e se portou firme na fé na humanidade. O dia 1º de maio, dia do trabalho também será lembrado daquele que trabalhou firmemente, sem reclamar, enfrentando obstáculos da idade, enfrentando as doenças que afetava o seu corpo já debilitado e fraco. O grande papa João Paulo II, um ícone da vivencia na fé em Deus, hoje foi reconhecido pela igreja católica romana como beato, a mando de seu sucessor o papa Bento XVI.
  Nascido na Polônia em 1922 o pequeno Karol ensinado na fé cristã já conhecia seu caminho que era servir a Deus completamente. ainda novo perdeu seus pais. Enfrentou na II grande guerra os nazistas da Alemanha que acabaram com o seu país. De fato João Paulo II teve uma vida muito rica, soube levantar quando caiu, porque como diz a música tão conhecida, ele segurou na mão de Deus e foi!
  No seu papado foi um ícone de ecumenismo, abraçava budistas, judeus e tantos outros como até os ateus! Era grande defensor da vida, indo contra todas as práticas da matança, chamando estes seguimentos de "cultura da morte".
  Pra quem me conhece sabe que sou um grande admirador da história universal dos papas, e para mim João Paulo II não foi simplesmente um papa, mais sim o papa! Escrevo sobre ele neste blog, cristão e não só católico porque o papa não morava só no coração dos católicos, mais de todo o mundo, que se inspirava em suas palavras de amor e tolerância.
  Oro a Deus de ter proporcionado que a minha pessoa vise ao mundo, e fosse testemunha ocular deste grande líder que não aceitava um beijo na sua mão, mas vendo alguém logo ele partia para o abraço, porque entendeu que o verdadeiro líder não é aquele que manda, mais aquele que serve!
Obrigado Karol Wojtyla, obrigado sua santidade papa João Paulo II.

Lucas de Almeida Moraes.

Missa de Beatificação reuniu mais de 2 milhões de pessoas em Roma e no Vaticano. A missa foi presidida por ninguém mais e ninguém menos do que o amigo pessoal de João Paulo II, Bento XVI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário