Pages

sábado, 2 de julho de 2011

A casa nas estrelas

Venho nas palavras doloridas e sinceras lembrar de alguém muito especial, uma pessoa que irá deixar muitas saudades, que com sua alegria deixava o mundo mais feliz e contagiante. Clarine, a garota modelo de alegria, que fez das estrelas a sua nova casa.
Vai deixar saudades a menina que dançava e era super de bem com a vida, e celebrava tanto a vida que Deus a quis para estar ao lado d'Ele para a eternidade.
Os dias que passamos juntos nunca mais vou esquecer! Talvez os jardins nunca serão como antes, pois a rosa mais preciosa foi arrancada pela raiz.
Deixou neste mundo o exemplo de pessoa dedicada, amada e amiga, onde oferecia seu ombro para que o seu próximo tivesse onde se apoiar. Agora ela nos observa da janela da casa de Deus, juntamente com os anjos. Ela nos observa e continua nos amando, pois nem a morte separa laços tão verdadeiros como o amor concreto.
O poeta perdeu a sua inspiração, o arco íris perdeu as suas esplêndidas cores, os jardins perdeu sua tão preciosa flor, as constelações perderam a sua estrela mais brilhante e o príncipe perdeu a sua amada! Mas saibam meus amigos, agora ela não está mais no meio de nós pela carne, mas está com Deus! Ela fez das estrelas a sua casa, o universo a sua cidade, e Deus como seu Pai.
O momento agora é dificílimo, as lágrimas tomam conta das nossas faces, e a tristeza transborda nossos corações. Mas saibam que o luto muitas vezes desonra a memória de uma pessoa, e por isso não fico de luto. Fico triste sim, mas sei que a vida é para ser vivida como Clarine vivia intensamente, e pela sua existência agradeço a Deus!
Tive muito contato com a Clarine na escola, e sempre irei lembrar da garota estudiosa, motivada, participava dos eventos com o seu belo e contagiante sorriso no rosto. Nas festas estava sempre presente, com suas palhaçadas e brincadeiras alegrava o ambiente, e deixava tudo mais mágico, perfeito e colorido.
Já dizia o velho sábio: Que os jovens bons morrem cedo! E não fiquem desapontados com Deus, pois ele é o senhor da certeza, e se Ele quis assim que seja feita a sua vontade. E não me decepciono com Deus, pois sei que o céu é melhor do que o mundo, e a morte vem para que nós possamos habitar um lugar melhor do que este em que vivemos.
A morte separa o convívio da carne, mas o espírito permanece vivo, na lembrança de quem amava e continua amando Clarine Moura.
Ela deixou o propósito do amor, de fazer o triste sorrir, de amar quem não foi tão amado assim. Seu tempo no meio de nós foi curto, mas a sua presença no céu será eterna, e ela irá nos aguardar lá em cima, pois um dia o céu será nossa casa também.

Particularmente acredito muito em Deus, e sei que pela sua palavra sincera e verdadeira ele nos garante a vida eterna, e por isso eu sei que a Clarine ainda vive em nossos corações!
Vamos todos orar por ela, pois lá no céu ela ora por nós junto a Deus!


Pai Nosso que estais no Céu,
santificado seja o Vosso Nome,
venha a nós o Vosso Reino,
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai as nossas ofensas
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido,
e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do Mal.
Amém.

Vai em paz Clarine, e tenha certeza que a sua parte nesta terra você fez, e muito bem feito!

Com eternas saudades, do seu eterno e verdadeiro amigo:
Lucas de Almeida Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário