Pages

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Conhecer o criador

Caros amigos, neste dia que completa a nossa existência terrena, convido vocês a participarem de uma reflexão, que acredito que não é somente particular, mas que ocupa um lugar no pensamento de muitas pessoas. Quero hoje apresentar a vocês um pensamento, um desejo que deve ocupar a mente e a vivencia de um verdadeiro e comprometido cristão, que é conhecer cada vez mais o nosso criador.
Hoje no nosso mundo estupendamente ocupado pelas façanhas oculares das forças superes evoluídas da tecnologia e informação, nós não buscamos o que é verdadeiramente necessário, o que esta além de simples ideias e hipóteses, mas que é a pura verdade constituída  em Cristo que drasticamente é inúmeras vezes deixado para segundo plano. O tempo de aliado passou a ser inimigo do homem. Em outras palavras o homem passou a ser inimigo de si mesmo, pois o tempo é um objetivo particular, cada um faz o seu tempo, cada um faz seus compromissos, cada um tem seu momento para Deus, é só querer. O relógio e seus ponteiros parecem mais maratonistas que estão desesperados para chegar na linha de chagada perdida no espaço eterno do infinito. Mas temos que ter a consciência que Deus é maior que o tempo, afinal, ele é eterno. Conhecer a Cristo não é necessariamente uma necessidade de tempo, mas sim de vontade. Conhecer Jesus é preciso em tempos como no nosso, entregue a persuasão da mentira comunista que prega a igualitariedade mas não vive suas palavras e por isso se torna uma mentira.
“Deus fez tudo apropriado ao seu tempo.”
Eclesiastes 3, 11
Realmente estamos cercados pela falsidade. Os nossos muros não são tão fortes, resistentes e nem tão altos para que não deixe o que é sujo ultrapassar. O Demônio vive nos espiando para que em um momento de fraqueza ele nos tome para si. Satanás vive com pernas de pau para ultrapassar a barreira que é Cristo em nossas vidas, mas se esta barreira estiver com o conhecimento da verdade vivificada nos ensinamentos de Deus, Satanás jamais poderá atravessar esta parede do conhecimento que esta a frente de nós.
“Os nossos muros não são tão fortes para que o mal não ultrapasse, mas que Cristo seja uma barreira, a rocha firme que não deixa que o mal prolifere e espalhe sua malignidade sobre o homem justo.”
Conhecer a Cristo hoje é um ato de extrema valia, ou melhor, sempre foi e sempre será um ato de extrema importância. Infelizmente existem pessoas que não desejam conhecer aquele que os criou. Deus e a trindade são vistas pelo mundo como uma figura meramente mística e só. O pai é mais do que uma mística, tanto é que tudo tem sua respectiva mística, e Deus não pode ser comparado com qualquer coisa. Deus é dono de um valor que somente ele tem por completo e é uma das coisas que nos diferencia dele: a santidade. Nós não somos donos de uma santidade perfeita, mas somos convidados a busca-la e renova-la em todos os momentos de nossa existência carnal.
Um fato preocupante que para a igreja às vezes é confuso e intrigante é que pessoas preferem conhecer a se aprofundar na vida de personalidades humanas do que em Deus. E eu pergunto: vai ser algum famoso ou personalidade que ira garantir a nossa salvação? Não acuso pessoas e sua fama, pois algumas delas são responsáveis pelo intelecto de muitos, e seus feitos deixaram marcas na historia da raça humana, mas quem faz a historia no conceito de existência é o único criador, por isso saibam separar as coisas, pois não será carne que ira nos salvar, mas Deus e sua misericórdia. Portanto conhecer a Deus não nos leva ao simples fato de termos mais conhecimento teórico, pratico, teológico e filosófico, mas sim de termos a salvação, pois conhecendo Deus eu conheço o plano salvifico por meio da palavra que ele nos deixou como manual.
“Todavia, como esta escrito:
Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam.”
1 Coríntios 2, 9
Tenho que lhes dizer, pois é necessário, que o céu foi feito para aqueles que vivem no plano de Deus, e para viver neste plano é obviamente necessário que se conheça Deus por meio da palavra que ele nos deixou por intermédio das bocas e das palavras dos profetas e as testemunhas oculares da vinda do Messias, que do verbo se fez carne e abitou no meio de nós, simples e singelos mortais.
Cabe a nos comprometidos com a causa de Cristo para ser o exercito da salvação, lutar bravamente contra as obras do mal que se levantam as custas do mundo. Cabe a nós levar a palavra e sermos evangelizadores para aqueles que não têm fé passe a ter.
“Portanto, que todos nos considerem como servos de Cristo e encarregados dos mistérios de Deus. O que se requer destes encarregados é que sejam fiéis.”
1 Coríntios 4, 1-2
Deus na sua figura suprema e de senhor sobre todos os povos não necessita de nós, mas paradoxalmente faz precisar. Cristo tem bocas por este mundo a fora, quebrando as fronteiras dos longos mares e desertos para que todos saibam que Cristo já veio e esta no meio de nós. Hoje graças a Deus temos bocas que se prontificaram a falar e ouvidos que curiosamente ouvem. Um exemplo disso é Pedro o apóstolo, que era um humilde pescador que vivia a sua vidinha na comodidade do mundo, mas depois que conheceu a Cristo de simples pescador de peixes passou a ser pescador de homens, e ensinou estes homens o que aprendeu. O mesmo deve acontecer conosco. Devemos ser pescadores de homens, aqueles que lançam suas redes no mar que é o mundo e resgata aqueles que estavam perdidos para o barco da salvação que navega em direção a Deus.
“Nós, porém, pregamos a Cristo crucificado e ressuscitado, o qual de fato é escândalo para o mundo, mas substancial para aquele que compreendeu que ele é verdadeiramente o filho de Deus.”
Lucas de Almeida Moraes
Encontre Deus onde ele verdadeiramente esta!
                                      Veja como o criador é dono de uma grande sabedoria!

Um comentário:

  1. É íncrivel como o homem hoje não tem mais tempo para Deus. Me surpreende essa geração, que tem tempo para sair, para ir para a balada, rodeio mas quando chamados para ir a igreja, arranjam mil e um motivos para se "safar".
    Eu tenho a esperança de ver uma juventude restaurada, adoradora. Uma juventude que não tem medo de dizer que Cristo é o seu Salvador, que não tem vergonha de adorar o nome de Deus em público!
    Só assim mudaremos o mundo.

    ResponderExcluir