Pages

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Faça a sua escolha!

suporte o peso, seja persistente!

  Queridos amigos, hoje de uma maneira muito especial quero aqui colocar uma passagem do evangelho de Marcos que tem muito a nos dizer e ensinar. Jesus diz para mim e para você  o seguinte:

“Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a ti mesmo, toma a sua cruz e siga-me”
Marcos 8, 34

  Amigos, esta sem duvida seria a frase que Jesus Cristo diria em tempos atuais se estivesse visualmente em corpo e alma, mas de modo especial ele esta e diz este versículo continuadamente, mas muitos preferem acompanhar o mundo e fazer com que seja feita a vontade da carne.
  A colocação de Cristo nos revela de um modo muito concreto uma escolha que nós temos a oportunidade de fazer, dois caminhos a trilhar e duas metas a se prosseguir, mas cada uma nos leva a uma determinada realidade. Cristo nos mostra duas glorias, que são: a gloria do mundo e a gloria do céu. Já no inicio da passagem Jesus nos apresenta três palavras muitíssimas importantes: “Se alguém quiser”. Ai esta a escolha, se você quer seguir ao filho de Deus, ou um mundo conturbado, a escolha é totalmente sua. Chega ser muito interessante esta afirmação de escolha, pois vimos no velho testamento um “autoritarismo divino”, e depois vem Jesus, o verbo encarnado da nova aliança, e de uma maneira muito democrática da à liberdade ao homem de segui-lo ou não, de querer aceitar o evangelho ou não. Jesus da à liberdade ao homem simplesmente por amor a criação, assim como por amor ele nos informa às consequências que o mundo traz e para onde ele nos levara.
   A cruz é o símbolo da salvação, mas nós temos a prova na vivencia do próprio Cristo que morreu por nós, que para oferecer e dar a salvação para a humanidade a sua pessoa teve que passar pelo sofrimento. Assim como a cruz é sinal de paz, amor, valores, ternura, libertação e luz ela também é símbolo de negação, dor, sofrimento, angustia e trevas, ou seja, para se chegar até Cristo de uma maneira particular e pessoal, nós precisamos e passamos pela cruz, pelo sofrimento e a dor, mas a recompensa de uma vida correta é que teremos a plenitude da salvação e morada em uma vida que será eterna. O que Cristo diz hoje para mim e para você e exatamente isso:

“Não tenha medo de sofrer!”

   Sebe o porque de tantas pessoas terem saído de uma vida prestada a serviço de Cristo? Simplesmente porque elas não suportaram ou não quiseram suportar a cruz, e na primeira pedra que havia no meio do caminho elas não quiseram ultrapassar, ficando presas em um primeiro obstáculo que abriria a porta para vários, porque elas tiveram medo de sofrer diante de uma sociedade que se diz teísta, mas não faz as suas palavras de crentes valer a pena. Ouve muitas pessoas que tiveram inúmeras oportunidades de chegar à verdadeira alegria, mas preferiu somente viver a gloria do mundo, onde oferece e agrada o povo com uma felicidade falsa ou momentânea, ou seja, o mundo não vive do que é concreto e eterno, mas sim o que é passageiro!
    Quantas e quantas vezes se avistam pessoas que folham as paginas da bíblia e diz que Deus é um ser que cobra demais a sua criação para se chegar a um estado salvifico! Ora, o céu não é para os fracos, o céu é para os fortes! O céu é para aqueles que aguentam o peso da cruz e não para aqueles que desistem no meio do caminho. Deus cobra de nós para que cada ser humano leve a sua cruz e a suporte, e se cair, levante e comece tudo novamente.

“De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo serão perseguidos.”
2 Timóteo 3, 12

    Ser cristão hoje é ser alvo de pedras! Seguir Jesus na atualidade é causa de chacota! Viver uma vida regrada nos princípios que as sagradas escrituras nos apresenta é motivo de exclusão! O que se percebe é que o mundo inventa um Jesus Cristo que é um homem com sua natureza divina que foi “coisificado” e considerado um personagem histórico, que de um modo surpreendedor  foi passando de geração em geração como o salvador, e ele deve pertencer ao seu tempo, ou seja, somente a dois mil anos atrás, hoje ele é um personagem de um livro de historia, isso o que se conclui é que Jesus teve seu tempo e o seu momento.
     Cristo não é como uma “modinha” que é simplesmente trocada a cada instante, Cristo é eternidade, pois ele é o principio e o fim. O mesmo que estava em vida visível no meio de nós a dois mil anos atrás ainda é o mesmo ontem, hoje e sempre!

“Cristo é o mesmo de ontem, hoje e sempre!”

      Fazer a nossa escolha é analisarmos os fatos. E eu pergunto: o que realmente edifica, o preferencial é viver uma vida cheia de prazeres e interesses carnais, que motivam a uma felicidade mundana, ou uma vida voltada para uma felicidade sincera, que permaneça firme como rocha para o resto da eternidade?
     De modo particular e pessoal todo homem busca a felicidade, mas quase sempre ou na maioria das vezes por caminhos fáceis. A verdadeira felicidade não pertence a este mundo, não esta presente em nossa realidade, pois ela esta em Deus, ou seja, o caminho para a felicidade é o caminho para o céu, um realidade diferente da que vivemos, mas a felicidade para se concretizar cobra de cada um de nós um sofrimento, e esta é a prova que tantas pessoas estão afundadas em uma depressão crônica, que infesta tantas casas e famílias deste mundo, porque não souberam lidar com sua cruz, e a bíblia ensina muito bem como lidar com o peso dela.

“A felicidade cobra de nós sacrifícios, pois só quem sabe chorar sabe sorrir!”

     Saibam meus amigos, todos as pessoas deste mundo tem salvação, não importa a sua condição, se esta preza, livre, se é preto, amarelo, vermelho ou branco, rico ou pobre, o importante é ter a meta, e esta meta nos une apesar das diferenças, e o que nos une é Cristo! Todos os seres tem uma cruz, a muitas pessoas que chegaram na sua meta, a outras que estão no meio do caminho, assim como a muitas pessoas que não encontraram a sua cruz para seguir de encontro a verdadeira felicidade, mas saibam:

“Ainda a tempo! Tome a sua cruz e comesse sua jornada rumo ao único caminho de verdade e vida!”

     Hoje de modo muito especial quero convidar a cada um dos leitores para orar, pensar e se perguntar: eu sou feliz? Eu busco a minha felicidade? Eu estou em que caminho? Será que eu levo a minha cruz, ou a deixo encostada? Qual escolha eu devo tomar, e qual caminho a seguir?
     Pensem bem nas respostas destas perguntas, pois não será para mim que vocês irão responder!

“Irmãos tomai como exemplo de sofrimento e paciência os profetas que falaram em nome de Senhor”
Tiago 5, 10

     Lucas de Almeida Moraes  
Seja grato!

negue a si mesmo! 

3 comentários:

  1. seguir o seu livre arbítrio mas, carregando sua cruz se espelhando em jesus. Isso sim é ter e dar valor a uma vida digna

    ResponderExcluir