Pages

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Amar o próximo é fonte de vida!

Jesus tem a maior prova de amor estampada e marcada
nas suas mãos!

     Queridos amigos, hoje os convido para ter foco nesta palavra que somente tem quatro letras, mas é dona de um significado grandiosíssimo: amar.
     Deus da a capacidade ao homem de amar, e fazer com que esse amor aconteça e se expresse de um modo tão especial. A vida só tem sentido quando nós amamos de verdade. Amar verdadeiramente é sentir-se feliz ao fazer tudo para que o outro seja feliz também. Praticar o amor é um exercício diário, que precisa ser realizado com paciência, pois nem todos reconhecem a verdadeira essência que é amar.

“Deus deu a capacidade ao homem de amar!”

    O difícil de amar é que pera o amor acontecer ele nos cobra a nossa natureza demais. O amor cobrou Jesus Cristo que era filho de Deus, e o preço deste amor foi a cruz. Todo amor passa pelo sofrimento, passa pela cruz, passa pelos buracos, onde muitas vezes são fundos demais e estamos sozinhos para escalar e chegar ao topo. Mas Deus esta sempre ao lado de quem persevera e cre que pode fazer a sua meta acontecer.
      Deus em relação ao amor pede coisas a nós que são quase que humanamente impossíveis, mas outra barreira que nos impede de chegar ao amor é a ideia da impossibilidade, a ideia que não podemos chegar lá. Assim como a santidade é algo difícil nos dias atuais em um mundo tão “atualizado”, o amor também é. O amor virou brincadeira, hoje o que se tem é uma criatura maldosa fantasiada de amor, que se diz perfeita. Mas ai vem a verdade: o homem nunca terá a epífise e a plenitude do amor por inteiro, pois ele sempre de alguma forma ira “misturar” o amor que é Deus com o amor do mundo, assim Deus não é mais o centro, mas sim a vontade do homem.

 “Eu porém vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem.”
Mateus 5, 44

     Sabe qual é a maior dificuldade de viver e se ter o amor verdadeiro? É  a capacidade de amar o inimigo! Jesus não nos afirma isso simplesmente como se fosse mais uma pregação, um dialogo com pouca importância, Cristo nos fala em Mateus 5, 44 com autoridade, ou seja, é um mandamento, pois quem não ama os inimigos não compartilha a gloria de Deus, pois a gloria é a invencibilidade do amor, e se derrota o mau somente com o amor e nada mais. Se alguém lhe da uma serpente venenosa não presenteie com o mesmo, mas lhe de flores, pois o amor não é somente em particular um sentimento, mas também uma revolução. Jesus nos mostra esta revolução, nos apresentando a única arma que derrota tudo aquilo que vem do mau: o amor.
     Cristo é o revolucionário e idealizador de uma paz desarmada de facas e instrumentos de morte, mas armada com a armadura e a espada da sua palavra que é fonte de amor, que derrota qualquer obra maligna, pois as trevas nunca poderá triunfar sobre a luz. Talvez as vezes perece estar tudo perdido, mas ai vem a memoria que Cristo sofreu, foi crucificado e morto, mas venceu as trevas ressurgindo no terceiro dia, ou seja, a ressurreição de Cristo é a prova que o amor sempre triunfa e sairá vitorioso, é só esperar e fazer a nossa parte.
      Outro grande mistério a se desvendar do amor é separar a pessoa dos seus atos. No texto anterior foi escrito sobre a família e o homossexualismo, foi falado sobre os homossexuais e também que deve-se abominar a pratica do homossexualismo, mas deve-se de um modo todo especial amar a pessoa. Todos nós somos vulneráveis ao pecado, pois faz parte de nossa natureza que esta preza na carne, por isso todo isso tem perdão, se não realmente não haveria salvação. Perdão também é fonte de amor, pois no perdão eu reconheço que o meu próximo errou e eu também errei, reconheço que ele compartilha da mesma natureza que eu, e por amor eu libero este perdão. E quantas pessoas não descobrem a graça do perdão por não liberar e nem saber perdoar. Nós vivemos em um mundo que necessita realmente de perdão, e este perdão se alcançara somente quando o amor for verdadeiramente capaz.

“Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoara as ofensas.”
Mateus 6, 14-15

    Eu, particularmente já magoei muita gente, e foi mais de uma vez, e pedi perdão, pois eu reconheço do que sou feito, mas também reconheço que a minha alma necessita de perdão, e assim eu chegarei a plenitude do amor, eu pisarei na cabeça do ódio como se pisa na cabeça da cobra. Por isso: perdoe, e aceite o perdão para que aconteça o amor. Não deixe que o orgulho tome conta do seu coração, mas peça a Deus que lhe de um coração misericordioso para perdoar os erros do próximo, que divide a mesma natureza de toda a humanidade.
    O amor é fonte de vida, Deus amou e ama a vida, e por isso estamos aqui. Jesus se sacrificou e depois se tornou fonte de vida, pois ele mesmo disse: eu sou o caminho a verdade e a vida. A nossa existência é fruto de um amor, não do amor do mundo, mas o amor divino, este ágape revolucionário, que apresenta ao homem que Deus na sua santidade ama a sua criação e esta disposto a perdoar e realizar grandes prodígios sobre ela.

“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”
1 Coríntios 13:4-7

  Lucas de Almeida Moraes 

Amar é reconhecer que somos pequenos perto de Deus.
  

2 comentários:

  1. " Deus em relação ao amor pede coisas a nós que são quase que humanamente impossíveis, mas outra barreira que nos impede de chegar ao amor é a ideia da impossibilidade, a ideia que não podemos chegar lá. Assim como a santidade é algo difícil nos dias atuais em um mundo tão “atualizado”, o amor também é. O amor virou brincadeira, hoje o que se tem é uma criatura maldosa fantasiada de amor, que se diz perfeita. Mas ai vem a verdade: o homem nunca terá a epífise e a plenitude do amor por inteiro, pois ele sempre de alguma forma ira “misturar” o amor que é Deus com o amor do mundo, assim Deus não é mais o centro, mas sim a vontade do homem."
    Muito bom, Lucaas, gostei muito. Parabéns :D

    ResponderExcluir
  2. Realmente estamos num mundo onde falta tanto amor não é mesmo meu filho....mais eu sei que seu coração é pura bondade e tem amor sobrando pra dar e vender...vamos repartir um pouquinho com os outros,,,,,bjs te amo Lucas

    ResponderExcluir