Pages

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O covarde e o forte

Não seja um covarde, fale do seu Deus para as pessoas!

        Queridos amigos, que bom estarmos aqui novamente para compartilhar de um momento agradável e de comunhão fraterna dentro de nossa reflexão,  onde podemos pensar na nossa vivencia cristã, se estamos em passos corretos ou não. Primeiramente para dar a devida essência do ensinamento de hoje gostaria de dividir com vocês uma passagem da bíblia que se encontra no ultimo livro das escrituras, o Apocalipse. Assim nos descreve João que recebeu a palavra de Deus:

“Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que consentem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idolatras e todos os mentirosos, o lugar deles será o lago de fogo. Esta é a segunda morte.”
Apocalipse 21, 8
        
        Meus amigos, eu gostaria que vocês prestassem bem atenção em quem puxa esta enorme fila para o inferno. A covardia! Sabe queridos, hoje a muitos covardes, aqueles que conhecem a Deus, sabem que Jesus Cristo é verdadeiramente o filho unigênito do Pai, mas quando vem o primeiro obstáculo, o primeiro inimigo a se pronunciar, o covarde amarela. Certamente não existe pecadinho e pecadão no reino de Deus, pois todo pecado tem na sua natureza e finalidade o mau, e Deus tem a finalidade benéfica. O mau que se encontra na covardia é saber que Deus deve ser o centro de toda a vivencia de um cristão verdadeiro, mas o nega quando o mundo vem a te jugar, te chama de tolo e otario.
          Atualmente nos encontramos na modinha do politicamente correto, ou seja, primeiramente agrade os homens, depois agrade o seu misero Deus. Esta idealização corrompida de politicamente e humanamente correta joga no lixo toda uma massa de valores como a liberdade religiosa, o respeito, a ética cuja Deus deveria ser o centro, mas não é o centro porque o cristão respeita as escolhas das pessoas. Para ser mais direto a historinha do politicamente correto é querer impor um ateísmo explicito, disfarçado descaradamente de “democrático”, pois implanta uma falsa igualitariedade, onde somos todos iguais e devemos agradar aos outros, mas Deus é coisa para ficar aprisionado dentro da igreja de portas fechadas, por isso não deve se falar no nome de Deus na escola, no trabalho e em nenhum lugar fora de um local especifico e preparado para a tal atividade de exercer o oficio de transmitir a palavra de Deus. Infelizmente é isso o que esta acontecendo, estão transformando Deus em um ato privado, e quem não luta, não faz nada para que Deus seja vivo pela boca dos homens em todas as partes, e sabe que ele é o centro, criador de toda a existência  é um covarde!

“O covarde sabe que Deus é realmente o Senhor de todas as coisas, mas amarela nos obstáculos impostos pelo próprio mundo!”
Padre Paulo Ricardo

O covarde é aquele que tem
 um microfone
para falar de Deus, mas
não fala por medo!
        Realmente, nós vivemos em um mundo que se coloca maior do que toda a humanidade, olha na cara do homem, da um tapa em sua cara, aponta o dedo na sua fase e o diz para ser temerário. O que é ser temerário? Temerário é aquele que não tem medo de nada! O cristão deve ser temerário? A resposta é não! Mas então o cristão é um medroso? A resposta novamente é não, pois o cristão reconhece que o medo faz parte da existência humana, e nós que cremos que o amor de Deus é supremo devemos entender que o medo e este amor andam de mãos unidas, pois se você ama algo você tem medo de perder este algo. Se você ama a Deus, você deve ter medo de perder o relacionamento de amor com ele!
           Aquele que é um “teologicamente  correto” é o forte, aquele que tem em si o valor da fortaleza! E eu pergunto: O forte é aquele que não teme nada? A resposta é não. O forte tem medo, pois ele entende que o medo é necessário para viver uma vida voltada aos princípios da verdade, pois quem não tem medo nenhum não pode amar nada! O covarde também tem medo, mas ele se deixa cair no próprio medo! Um exemplo muito repetitivo de um covarde é aquele que tem medo de cair no inferno, mas de certa forma faz tudo para ser condenado.

“O forte é aquele que tem medo, e o usa de forma benéfica, pois o medo não serve somente para o mau, mas Deus usa o medo de uma maneira muito especial que nos aproxima da verdade!”

          Meus amigos, peço que prestem atenção e acompanhem este raciocínio logico: Se eu tenho medo do escuro eu sempre irei viver longe desta escuridão, eu sempre estarei na luz. Se eu tenho medo de me afogar eu ficarei longe de lagos, rios, piscinas, mar e tudo aquilo que me faça afogar. Da mesma forma acontece no plano de salvação! Se eu tenho medo do inferno eu farei da minha vida uma constante busca de santidade ate chegar a realidade do céu! Veja meus caros, muitas vezes o próprio medo nos protege da condenação, é só saber usa-lo de forma que te possa trazer alegria e não sofrimento.
           O que deve ser ressaltado e também se deve tomar cuidado, é que não criemos medo de Deus! Se eu tenho medo de Deus eu me desaproximo dele, eu me limito, me privo da sua graça, ou seja, eu já passo para um caminho contrario da salvação, onde este medo já não serve como um instrumento de caminho para o céu, mas sim para a condenação.
           O sentimento que nós devemos demonstrar a Deus é o temor! Assim como nós temos temor aos nossos pais que nos criaram de forma especial, nos deram amor e carinho para sermos o que somos hoje. O que pode entender de temor é que temer alguma coisa é ter respeito por ela, ou seja, é preciso ter respeito para com Deus.  Se nós temos o temor a Deus eu o respeito, e se nos respeitamos verdadeiramente a Deus eu sigo o que ele me pedi, assim como um filho que obedece a sua mãe e faz o que ela orienta.

“Aquele que teme o Senhor possui uma fortaleza segura, refugio para seus filhos.
O temor do Senhor é fonte de vida, e afasta das armadilhas da morte.
Provérbios 14, 26-27

           Queridos, o ponto aqui é reconhecer que o mau existe sim! O mundo vive naquela vidinha que diz que tudo é lindo e maravilhoso, mas na verdade o mundo esta acomodado sobre a mentira, são como humanos que se acomodaram a viver no chiqueiro. O que ira abrir os olhos das pessoas é a temperança, aquilo que combate o mau que existe dentro de mim, e também a fortaleza que é aquilo que combate o mau fora de mim. Somente assim todos irão reconhecer que o mau existe, e ele esta estampado de uma forma tão explicita que chaga a cegar as pessoas de nossa volta, mas nós cristãos graças ao bom Deus temos a capacidade de ver a sugeira. Por isso meus amigos reconheça a sua iniquidade, se entregue a Deus e deixe o mundo, pois como diz no fragmento do livro do Apocalipse; O que aguarda os que não temem a Deus é a morte eterna, por isso seja forte e reconheça que Jesus Cristo é o único salvador, aquele que veio e deu a sua vida por mim e por você, para que hoje estivéssemos aqui testemunhando a sua gloria e majestade!

"O senhor reina! Vestiu-se de majestade, de majestade vestiu-se o Senhor e armou-se de poder! O mundo está firme e não se abalará.
O teu trono está firme desde a antiguidade, tu existes desde a eternidade."
Salmo 93, 1-2

Lucas de Almeida Moraes  

  

  

Um comentário:

  1. Verdade Luh..Nós não temos que ser covardes,mas sim corajosos..ter coragem para falar do amor de DEUS ao mundo..coragem para enfrentar de frente as lutas,as provas..e sabendo que DEUS sempre será conosco se nós colocar nossa confiança nEle..isso não se chama corvadia..mas sim coragem..;)

    ResponderExcluir