Pages

sábado, 31 de dezembro de 2011

2011, o ano que perdemos para ganhar!

           Caríssimos amigos, mas um ano se passa como um foguete atrasado para chegar no espaço, passou correndo sobre nossos olhos e a vida, e agora se despede com presa para dar lugar ao que a de vir. 2011 foi para alguns um ano de muitas alegrias, felicidade, vitorias, conquistas e sonhos realizados, mas para outros este ano foi de dor, frustração, inquietação e muito sofrimento, onde muitos experimentaram a grande dor de perder alguém, a pessoa amada, do parente querido e do amigo fiel.
           Sabe amigos, as vezes coisas são tiradas de nós para que nós mesmos nos fortalecemos, pois as vezes nós aprendemos com o sofrimento. Nele nós encontramos a resistência na qual nós não caímos mas continuemos firmes em pé e de cabeça erguida, caminhando para um só rumo enquanto pedras são atiradas em nossa direção. É por isso que o homem que pertence a Deus sofre, pois ele é alvo de pedras, mas continuamos firmes, porque no sofrimento achamos o nosso escudo.

“De fato quem cai se machuca e Deus é aquele remédio que vem e restitui o homem!”

            Este ano que se despede foi maestro de varias sinfonias sombrias e alegres, onde o tempo foi passando e com ele nós aprendemos a sorrir e também chorar um pouco. Resumindo e concluindo este pensamento podemos dizer: Infeliz é aquele que nunca sofreu!
           Particularmente este período da minha da minha existência foi marcado por grandes perdas, onde enterrei familiares e amigos, frustrações pessoais e angustias que tomaram o meu sono, mas de alguma maneira eu encontrei a felicidade com os problemas, pois tudo esta nas mãos de Deus! E ele quem pilota o barco no meio do mar nervoso e traiçoeiro.
           Graças ao bom Deus estamos todos nós aqui, vivos e saudáveis para testemunhar um ano que passa e ficara na memoria como um dos melhores períodos das nossas vidas, onde as tristezas e as lagrimas doloridas se tornaram vitorias e sorrisos sinceros, as lagrimas que caíram no chão foram como sementes onde a mais linda flor cresceu em terra boa.
           Neste momento nós fechamos um livro chamado 2011, no qual se encontra uma boa parte de nossa historia, e abrimos um novo, no qual as paginas estão em branco esperando ansiosas para serem marcadas com a mais linda historia, onde sonhos venham se tornar realidade e os projetos se concluam. Contudo, nenhum ano será realmente novo se continuarmos a cometer os mesmos erros dos anos velhos.

“Que o que é velho fique para traz, e pela graça de Deus tudo seja novo!”
  
          Assim como vocês o autor deste texto também erra, mas eu, Lucas de Almeida Moraes como cristão                 sei que uma das maiores virtudes cristãs é pedir perdão, e de forma explicita peço desculpas a todos aqueles que de certa forma na particularidade de cada um eu machuquei com minhas palavras, onde eu quis espalhar carinho e espalhei bofetadas, e onde eu quis mostrar amor eu mostrei rancor. Tudo o que escrevi sobre alguns assuntos que se dizem polêmicos estão corretos na visão da igreja de Cristo, mas reconheço que poderia ter passado de modo mais harmônico e pacifico a vocês. Ao mesmo tempo que eu peço desculpas eu também perdoo, pois Jesus ensina que quando alguém lhe atira uma pedra devemos oferece-la rosas.
          Peço que neste ano de 2012 a força seja das boas e fraternas palavras, e que elas sejam ouvidas, que o amor não seja somente um sentimento prezo dentro das pessoas, mas que ele passe a ser uma vivencia, pois é o amor que é a porta para as maiores virtudes da felicidade humana como a paz, fraternidade, generosidade e respeito. É no amor que encontramos o sacrilégio da vida, na qual tenha sido criado por Deus, aquele que é cheio de amor para conosco.
           Desejamos também que neste ano que vem e é bem vindo que a religião não seja razão para o ódio, pois Deus é maior do que os homens, e ele não deseja que sangue seja derramado, mas que triunfe a paz entre os amados por ele. Esperamos que as religiões sejam instrumentos benéficos a nossa sociedade juntamente batalhando a favor dos bens sociais e fundamentais na vida e na existência de todos os seres humanos sem descrições. Desejamos e oramos no mais profundo anseio que a inocência seja sagrada e que a justiça funcione de modo adequado e justo para todos. Pedimos a Deus que as diferenças não justifiquem os problemas, mas que de certa maneira nos una e nos faça compreender que apesar de sermos separados pela carne somos um só  quando se trata de um pai, aquele que une a todos, o pastor que reúne as suas ovelhas e vai de encontro para com aquela que se perdeu do rebanho.
             Que o ano que vem a se iniciar seja completo pelas palavras de Cristo, e que por elas sejam resolvidos os problemas globais da sociedade, da fome, da miséria, da pobreza estrema que tanto destrói e amedronta o povo, espalhando a dor de uma gente que se contenta com pouco, e na pobreza ainda conseguem encontrar a felicidade. Que as nações prefiram o dialogo em vez das armas, que os lideres não coloquem uma coroa sobre a cabeça, mas acima de tudo seja um servidor fiel de um povo que depositou a sua confiança nele. Que o poder não construa paredes para separar raças, religiões e povos, mas que destrua barreiras entre eles.

“Que no ano que se aproxima a paz triunfe sobre a mau e que os homens de bem possam simplesmente amar!”

              Entregue este 2012, que surge como o sol que cruza a linha do horizonte para Deus! Faça com que este ano seja o marco principal da sua historia, onde você realmente nasce de novo, e nasce para a luz, aquela que conduz o seu caminho não o deixando cair nas trevas. Queremos que 2012 seja o ano da paz, e rezamos por isso, pois o cristão tem em si a esperança, e nós jamais podemos deixa-la, pois é ela que motiva a nossa fé, a grande fé que professa a crença em dias melhores.

“Dias melhores virão, pois a nossa esperança esta em Deus!”

             Queridos, que este ano que se encontra de malas prontas termine com mágoas perdoadas, com pais perdoando seus filhos e filhos perdoando seus pais, que o amor de Deus seja lembrado e a partilha não seja somente momentânea, mas que seja até a consumação dos tempos, espalhando a paz em um gesto fraterno e solidário. Que a felicidade não reine somente no estouro da champanha e nem na queima dos fogos, mas que ela more em nós até quando partirmos desta vida. Oro e peço as suas orações, para que o ano que se aproxima seja cheio de saúde, paz, tranquilidade e amor, que Deus entre nos lares dos necessitados e os tire  da lama, que ele cure as feridas do corpo e da alma e que pela sua graça ele continue conosco até o fim dos tempos, pois ele é majestade acima de toda existência e eternidade, pois ele é o alfa e o ômega, o principio e o fim!

Desejo-lhes um ano novo cheio de felicidades, e que Deus esteja com todos vocês!

Feliz ano novo!
Ingles: Happy new year!
Espanhou: Feliz año nuevo!
Alemão: Frohes neues Jahr!
Italiano: Felice anno nuovo
Hebraico: שנה טובה!
Polones: Szczęśliwego nowego roku!
Chines: 新年快乐!
Coreano: 새해 많이 받으세요!
Dinamarques: Godt Nytår!
Grego: Καλή χρονιά!
Holandês: Gelukkig Nieuwjaar!
Eslovaco: Šťastný Nový Rok!
Japonês: あけましておめでとうございます!
Árabe: سنة جديدة سعيدة
Armênio:   Շնորհավոր Նոր Տարի
Macedônico: Среќна Нова година!
Sueco: Gott nytt år!
Turco: Mutlu yıllar!
Ucraniano: З новим роком!
Vietnamita: Chúc mừng năm mới
Latim: Felix novus annus!
Feliz 2012!

sábado, 24 de dezembro de 2011

O Verbo se fez carne

          Queridos amigos, hoje gostaria de lembrar e lhes deixar uma mensagem, cuja o centro é Cristo, aquele que nasceu na figura humana, realizando o mistério da encarnação, onde Deus tem rosto, e este rosto de fato é o rosto de Jesus Cristo.
          Natal, festa bonita, luzes, decorações e união da família. Estes são sentidos e símbolos lindos que nos cercam neste fim de ano. Contudo rodeados pelas luzes natalinas e pelas lojas eufóricas esquecemos a centralidade do natal, que nos remete a lembrar do nascimento terrestre de Cristo, pois naquele momento a vinda do Messias tão esperado se faz presente na nova aliança, onde não é o homem que vai até Deus, mas é Deus que vem até o homem, em socorro da nossa misera raça, para iluminar as nossas faltas por sua morte sofrida.

“O povo que caminhava em trevas viu uma grande luz.”
Isaías 9,2

            Cristo de fato é a luz que veio iluminar os homens que caminhavam nas trevas, e foi naquela noite em Belém que a luz brotou de uma promessa na qual Deus nos dirige no velho testamento. Naquela noite a 2000 anos atraz, todo o universo se curvou diante daquela criança para adorar o filho de Deus, que fez da sua simples manjedoura o seu mais belo e majestoso trono, e daquela estrebaria simples e cheia de animais fez seu castelo, onde o príncipe descansava sobre a sombra dos anjos que cantavam glorias a Deus.
Jesus se fez em uma criança, a demonstração da doçura e da pureza. Daquele pequeno ser partiria uma das mais belas demonstrações de amor para com o próximo , e de fato Deus se fez homem por amor a nossa natureza que ele mesmo criou, e de certa forma com sua “limitação divina” quis se igualar a nós, para que de maneira muito especial nós possamos ir até ele como homens que partilham da mesma natureza.
            O verbo se fez carne e abitou no meio de nós, aquilo que era uma esperança, uma espera secular se torna finalmente realidade. De fato esta realidade é muitas vezes esquecida, se torna algo guardado somente nos livros e nas pouquíssimas famílias que levam este acontecimento tão importante a sério.
            Natal não é aquele mega consumismo como é passado para nós. Natal não são somente guirlandas, arvores enfeitadas e luzes decorativas. Natal é estamos reunidos para celebrar a vida, celebrar o amor de Deus, que é demonstrado pelo seu ato benéfico que tras a salvação até nós! Convido vocês a lembrar neste natal que a luz que é Jesus Cristo é maior do que as luzinhas decorativas, que Jesus é maior que o consumismo, pois ele é a maior coisa que o homem pode ter para si, e Cristo é gratuito! O consumismo excessivo cada vez mais desaproxima os homens trazendo consigo a desigualdade e a injustiça. Vamos lembrar neste natal as nossas crianças que Jesus é maior do que a figura mitológica do papai Noel, e que Jesus nasceu para que viesse demonstrar o seu amor bem de pertinho. Cristo, uma criança deitada em um aglomerado de palha se torna maior que tudo aquilo que nossos olhos podem ver, pois ali esta exposta a nossa salvação. Jesus veio ao mundo para que o próprio mundo seja salvo por ele.

“Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, o governo está sobre seus ombros. Ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus forte, Pai eterno, Príncipe da Paz.”
Isaías 9,6

         O nosso salvador nasceu para todos. Devemos proclamá-lo não somente com palavras, mas também com toda a nossa vida, dando ao mundo o testemunho de comunidades unidas e abertas, nas quais reina a fraternidade e o perdão, a acolhida e o serviço reciproco, a verdade, a justiça e o amor.
         De fato o que temos de amostra histórica da nossa fé em Cristo e seu nascimento é a bíblia, e é a escritura que nos leva a imaginar aquela noite em Belém, onde Jesus não era um homem forte, mas apenas um pequenino que já era merecedor das mais belas honras. A bíblia é como uma manjedoura, e feliz ´q aquele que abre a bíblia e acha o tesouro, mas se não abrir a bíblia crendo que ali esta o tesouro você achara somente a palha.

“E o verbo se fez carne e habitou entre nós”
João 1,4

         Natal é deixar o homem velho e nascer denovo, deixando para traz as nossas faltas perante ao nosso próximo e levantar a cabeça caminhando rumo a estrela guia de Belém, aquela que nos levara até Cristo, o menino que carrega consigo a grande responsabilidade de ensinar seu povo o que é amor, justiça e perseverança.
         O que Jesus nos mostra quando esta naquele estabulo, rodeado de animais e palha, ele transforma toda a pobreza em riqueza, pois tudo o que Jesus tocou perdeu o seu misero sentido e foi tomado por uma vida nova, uma vida rica. Ele quis ser pobre para andar no meio dos pobres, não somente os pobres de matérias, mas também os pobres de espirito, aqueles que por fora estão robustos, mas com a alma totalmente estragada. Jesus nasce em um lugar miserável e  transforma em palácio, assim como ele fez com vários homens e mulheres, tirando este povo do lixo e os levou aos altos méritos da salvação. Cristo é como aquele que pega o esterco que não servia para nada e joga sobre a terra fazendo assim nascer a mais bela e formosa flor.

“Cristo veio até nós na fragilidade de uma criança, mas também veio forte para pisar sobre a cabeça da serpente.”

        Amigos, talvez historicamente falando, Jesus não tenha nascido nesta data, mas de maneira muito especial ele poça nascer no seu e no meu coração, como uma criança frágil, que precisa de cuidados para não se perder. Lembro que natal é família, estar reunido com quem se ama, estar com quem quer o nosso bem e repartir o que temos com os que não tem nada.
        Lhes desejo um feliz natal com Cristo, e que ele poça ser a luz que destrói as trevas presas em seu coração!

“Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que iluminava todos os homens.”
João 1,9

Feliz Natal!

Lucas de Almeida Moraes 


Toda a humanidade se curva em direção a Belém para receber o salvador. 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Carta para os amigos

      Hoje de modo especial peço licença aos meus leitores, padres, pastores, membros do clero e todos os amigos para falar de pessoas que foram realmente e verdadeiramente muito especiais para mim. 3ºC, espero que esta carta chegue ao conhecimento de todos vocês






Meus queridos amigos,

        Hoje eu gostaria não de falar do 3ºC não como uma simples turma de escola, pois nós todos sabemos que aquilo não foi somente uma sala agitada, mas foi algo além, se tornou de fato uma família, onde encontramos as vezes o abraço de um pai, de uma mãe, de um irmão, de uma pessoa querida que você não via a tanto tempo. A família não é somente aquela que divide o mesmo sangue, mas aquela que acima de tudo partilha o amor.
        Quantas coisas rolaram esses três anos. Nós amamos, gostamos, odiamos, desprezamos, estivemos certos, errados, fomos grossos, ridículos, amigos e as vezes inimigos, mas o que me surpreende é que uma família sempre esta disposta a perdoar, olhar para si e reconhecer que muitas vezes nós também erramos e ganhamos uma nova chance de voltar atrás. Com certeza eu sei que não verei mais alguns de vocês nunca  mais, e pode ter certeza que isso dói em mim, mas um dia um homem sábio disse para mim que o coração é a ponte que nos leva até as pessoas que nós amamos. Eu irei estar longe, mas todos vocês irão estar no meu coração, e se for o caso de eu ter que atravessar o oceano pacifico, ele será pequeno em distancia para que o meu amor chegue até vocês.
         Nessa família encontrei pessoas fantásticas, parceiros como o Eduardo, Douglas, Rafael,  Afonso e Fabiano, também encontrei pessoas mega inteligentes como Taynara, Guilherme, e Marlon, Pessoas meigas e doces como Lare, Sussu, Rafinha e Meire, pessoas baladeiras como Stuqui, Gabi, Carol Pinto, Dani, Stoco, Bruna  e pessoas que dividiram momentos comigo antes mesmo da escola como a Karla. Todos vocês e mais os outros tem mais de uma família, todos vocês não dividem o mesmo tipo sanguíneo, mas os corações de vocês cabem todas estas pessoas, e por isso somos uma família.
         É triste? Sim, muito, mas é preciso. Infelizmente a vida nos cobra sacrifícios para seguir em frente, e no meu caso o sacrifício vai ser maior o de todos vocês. Eu irei deixar amigos, família e coisas que eu realmente gosto por um amor maior, um amor que somente Deus sabe, e toda vez que coloco minha cabeça no travesseiro ele me cobra este amor. Eu terei varias limitações, fugirei das tentações, perversidades e coisas ilícitas por um sonho que esta em mim desde criança, escondido na minha alma, dentro do meu coração, esperando que eu o concretize.
         Vocês todos, nunca desistem dos seus sonhos, mesmo que eles cobrem muito de vocês, mesmo que eles sejam pesados como uma cruz, mesmo que às vezes você caia. Conheço muita gente que é infeliz porque não foi atrás do que gostava por medo, e hoje vive amargurado e pensando: Porque eu não fui atrás do meu sonho!
          Nós somos jovens, bonitos, cheios de desejos, queremos muito dinheiro e sucesso. Lembrem-se que apesar do dinheiro poder comprar tudo o que é visível ele não pode comprar o que é invisível, como o amor verdadeiro e a amizade concreta. Seja felizes e consigam tudo na base da honestidade, coerência e destreza, pois tudo que vem da corrupção um dia pode te derrubar, por isso tomem cuidado.
          Eu irei embora desta cidade procurando algo que realmente me completa, e que sempre foi uma peça do meu quebra cabeça que sempre procurei, e sinto que lá irei encontrar, essa peça é Deus, aquele que quis nos reunir, juntar esta família que somos nós. Oro com sinceridade todos os dias, as horas que paço agradecendo a Deus pela existência de cada um de vocês , que todos nós tenhamos saúde, que os seus futuros filhos sejam homens de garra, que  nós de fato um dia possamos nos encontrar novamente, que cada um tenha um futuro promissor e que todos nós lembremos uns dos outros sem lembrar das coisas feias que fizemos ao próximo, mas lembrar dos momentos alegres, coloridos pelo arco-íris da amizade, que colore uma folha branca e sem graça, que da vida ao que não tinha sentido algum.   
           Agradeço por cada um de vocês terem participado da minha vida, onde eu pude derrubar as minhas lagrimas, sentir um abraço apertado e ouvir palavras doces e fraternas de anjos disfarçados de gente. Muito obrigado a todos vocês, e que Deus nos ajude nessa etapa que se inicia de nossas vidas.

Obrigado 3ºC, foi um prazer estar com vocês. Feliz natal e um prospero ano novo, e que Jesus poça nascer nos corações de todos vocês neste período onde todos nós somos convidados a nascer novamente. 

Lucas de Almeida Moraes 


terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O natal e o cristianismo

Nem sempre foi assim!

        Queridos amigos, novamente aqui estamos para um momento onde colocaremos o nosso verdadeiro valor cristão em pratica, onde buscaremos entender mais da nossa tão rica e preciosa fé. Como vocês podem perceber ultimamente estamos postando textos com caráter histórico, pois chaga até nós inúmeras perguntas de leitores e amigos que querem saber mais sobre a igreja dentro da historia da humanidade. Hoje não será diferente, pois quero responder a pergunta de uma amiga, Aline Cardoso, que perguntou se o Natal é realmente uma festa cristã.
        Primeiramente já queria ir logo responder a pergunta. Realmente não, o natal não foi originalmente adotado pelo cristianismo , pois avia outras religiões que comemoravam o natal, mas de modo totalmente diferente de nós cristãos.
        O natal, dizem os historiadores, é uma festa antes de Cristo, que era celebrada pelos povos pagãos.  Eles celebravam nesta época o nascimento do deus sol, que de fato era comemorado anualmente pelo império romano, que ainda caçava o que eles chamavam de “seita cristã.” Logo depois que o imperador Constantino chegou ao pico do poder sobre todos os domínios romanos, ele ordenou que parasse a perseguição aos cristãos, e também ele se converteu ao cristianismo, assim como ele transformou seu vasto império que um dia marchou sobre o sangue dos mártires em um território cristianizado. Naquele tempo ainda avia inúmeros pagãos, e isso era um fator preocupante para a cristandade, nisso Constantino mandou erguer em Belém a Basílica da Natividade, no ano de 326, na qual esta de pé até os dias atuais, onde é o local onde Cristo nasceu. Também neste tempo para facilitar a conversão dos pagãos para o cristianismo, o imperador teria transformado no ano de 330, a tradicional festa pagã do deus sol na festa cristã que conhecemos hoje, cuja o principio era colocar o dia 25 de dezembro como a festa do nascimento de Jesus Cristo.
Imperador romano Constantino.
         Com isso como a Igreja católica que por fatos históricos foi a primeira igreja cristã, já tinha sua devida participação no império, e no ano de 337 o papa Julio I teria oficializado a comemoração do nascimento de Cristo na data de 25 de dezembro.
       Queridos, depois de analisarmos fatos históricos eu faço as seguintes perguntas:

Nós sabemos realmente o dia em que Jesus nasceu? Não, não sabemos.

Transformar uma festa pagã em uma festa cristã é errado? A resposta também é não.

          Amigos, não a problema em destacar um dia para celebrarmos o nascimento daquele que de verbo se fez carne. O conflito não é colocar o cristianismo triunfante sobre o paganismo, mas sim colocar o paganismo sobre o cristianismo. Cristo triunfa com a verdade, pois toda verdade derrota a mentira, e o paganismo de fato vivia uma mentira. Jesus é um ato concreto, e o deus sol é um ato inserto, ou melhor, inexistente. E eu pergunto: É errado vangloriar a Deus e dar o seu devido lugar sobre todas as “criaturas imaginarias humanas”? Não!
          A igreja que já não era mais primitiva entendeu a voracidade do problema, e por isso sobre nenhum delito colocou Cristo no centro, como aquele que nasce da luz e sai vitorioso contra as trevas.  
É claro, não podemos deixar de destacar que ouve um choque cultural muito grande na sociedade imperial, mas temos que lembrar que ser cristão é isso: estar disposto a sofrer grandes mudanças.
        Não foi errado cristianizar o natal, muito pelo contrario, foi um dos instrumentos que mais trouce benefícios para inúmeras conversões verdadeiras, de um povo idolatra que passou a reconhecer um único Deus, presente no Pai, Filho e no Espirito Santo, encarnado na pessoa de Jesus Cristo, que era Deus, e veio abitar no meio de nós.  
        Por isso amigos, natal é tempo de mudanças drásticas, onde eu deixo o meu eu e parto para uma vida mais regrada, com valores, com amor que é ágape. Realmente historicamente dizendo, Cristo não nasceu na data do natal, mas que nesse tempo em que somos iludidos pelas luzes do mundo e seu brilho intenso do consumismo nós possamos das lugar a luz de Cristo, aquela que permanece acesa até depois das festas, a luz que ilumina caminhos, a luz que esta em cada um de nós, a luz que nasce em nossos corações.
      Que neste natal Jesus possa nascer no seu coração!

“A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotara.”
João 1, 5

“Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que iluminava todos os homens.”
João 1, 9

Lucas de Almeida Moraes   

domingo, 18 de dezembro de 2011

Não negar a nossa fé!

Derramar o sangue pela fé.

         Queridos amigos, com imensa alegria que novamente aqui fazemos presença para refletir na palavra que Deus tem a nos revelar, e também é uma alegria expressar o desejo de ser realmente templos vivos e também ser igreja, aquela que acima de tudo leva a Jesus Cristo para as pessoas. Hoje o “sabendo mais sobre a igreja” quer recordar todos aqueles que deram a vida a serviço da boa nova, ao ponto de morrer por ela. Queremos lembrar dos tempos realmente negros da nossa historia, onde se declarar cristão era o mesmo que assinar a sua sentença de morte.
          Ouve um tempo em que seguir a Cristo era muitíssimo perigoso, onde os imperadores que eram vistos como verdadeiras divindades mandavam e desmandavam, suas ordens eram como trovão espalhando sua voracidade pelo horizonte, chegando as terras mais longínquas da imensidão do império romano. Desses imperadores o que mais se destacou em caçar os cristãos foi Nero, que espalhou inúmeras calamidades sobre seus domínios e colocou a culpa no que ele chamava “seita cristã.” Depois deste fato horrendo, de culpar o povo cristão por vários delitos que não praticaram, o povo que abitava o território do império criou uma raiva e ódio grandioso daqueles que seguiam a Cristo, nisso eles também começaram a perseguir os cristãos.    
          Durante este terrível momento da historia da igreja, tivemos pessoas que não negaram em nenhum momento a sua fé em Jesus Cristo, mesmo sofrendo a dor do martírio não negaram o seu salvador, que era homem e com sua divindade veio a terra e plantou sementes de salvação no meio de um povo sofrido, pobre e angustiando, mostrando a eles que a maior riqueza não esta na terra, mas no céu, mas acima de tudo Cristo os ensinava o seguinte mandamento: amem-se uns aos outros, e perdoe a quem dirige a espada a você!

Cristãos esperando a Morte, alguns crucificados.
“Ter fé atualmente não nos coloca de cara com o perigo, mas imagine se uma lança ameaça atravessar seu peito. Você negaria a sua fé?”

         Nesse período sangrento foi o tempo que grandes homens de Deus viveram, aquelas pessoas que tinham o escudo contra o medo, e este escudo de fato era o próprio Deus. É nesse instante histórico que os apóstolos estão colocando em pratica o que Cristo os ensinou. Jesus adverte todos aqueles que os seguem, pois ele sabia que muito sangue seria derramado pelos seus ensinamentos, mas no final ele garante um recomeço, um começo para uma vida nova, a vida eterna.

“Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma.”
Mateus 10, 28

         Vale a pena relembrar as vidas que foram exterminadas por cobiça e por interesses, a mentira que pertence ao maligno, aquele que não atinge Deus diretamente e por isso agride a humanidade, aquela que faz a igreja acontecer, e muitas vezes suja o nome da criação de Cristo com seus erros!  
          Vale também a pena destacar como os cristãos morriam torturados naquele período realmente de horror. Os romanos inovavam cada vez mais os métodos de tortura para amedrontar os cristãos, mas de fato não conseguiram, pois a fé foi maior que o medo, pois o cristianismo tomava proporções grandiosas. Muitos morriam queimados em publico, outros eram jogados em meios as feras para serem dilacerados para divertir a plateia aglomeradas nas arenas, também roncavam-lhes as tripas enquanto vivos para agonizar até a morte, eram degolados, açoitados e até crucificados, lembrando que Pedro, o apostolo, foi morte crucificado de cabeça para baixo na colina vaticana. Em alguns casos algumas pessoas eram feitas tochas humanas, amarradas a um poste com palha, onde era colocado fogo para a iluminação nos estádios durante a noite.    Também outro método era amarrar a pessoa e coloca-la em praça publica para ser motivo de chacota para os outros, onde podia sofrer linchamentos e agressões, depois disso eram levados para alimentar as feras, ou para o apedrejamento para o divertimento dos romanos. Foi nesse período que Paulo, o grande precursor do avivamento da fé em varias comunidades cristãs foi morto, também com ele vários outros seguidores próximos de Cristo.

“O irmão entregará a morte o seu irmão, e o pai, o seu filho, filhos se rebelarão contra seus pais e os matarão. Todos odiarão vocês por minha causa, mas aquele que perseverar até o fim será salvo.”
Mateus 10, 21-22

cristão sendo crucificado.
          Queridos, a intenção deste texto não é provocar medo e nem horrorizar vocês, mas sim mostrar que vale a pena ser firmes na fé, e que é possível perseverar em Cristo. Nós hoje temos tudo para sermos bons cristãos, pois no Brasil que é um país laico, nós não sofremos perseguições diretas de morte, e nem somos ameaçados por nossa fé. E você? Você faz valer a pena tudo o que temos hoje? Toda a nossa liberdade?
             Fico imaginando se Pedro, Paulo, João, Marcos e tantos outros que foram mortos pela fé, se vivessem em tempos atuais, realmente, que belo seria! Nossa fé iria ser mais do que esplendida! De fato nós não precisamos  desses homens honrados em carne e osso hoje, pois ainda que pareça impossível ainda a homens e mulheres comprometidos com Cristo e a boa nova, mas infelizmente são poucos. Nós precisamos de Paulos, Pedros, Marias e outros homens e mulheres santas, para que desperte em nós a vontade de testemunhar o amor de Deus e suas inúmeras maravilhas. Precisamos de avivamento do espirito santo, para despertar aqueles que dormem!
            O sangue destes homens não foi derramado em vão. As numeras famílias cristãs que se refugiavam para as montanhas, para as cavernas e para longe de seus cônjuges não fugiram em vão, pois foi por algo maior do que eles, e por isso entenderam sua pequenez, deram as mãos e morreram como grandes. Por isso hoje nós agradecemos cada vida que foi cancelada aqui na terra, para que nós hoje tivéssemos contato com a boa nova da ressureição de Jesus Cristo. Nós agradecemos a estas pessoas da fé que protegeram as sagradas escrituras das fogueiras pagãs do império romano. Nós agradecemos pelo seu sim filial a Deus até o fim.
Pedro sendo crucificado de cabeça para baixo.  
“Quem acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua vida por mim a encontrara.”
Mateus 10, 39

             Amigos, em alguns países infelizmente ainda existe caça aos cristãos. Muitos ainda são mortos por professar a sua fé e colocar em pratica as suas virtudes. No final o que se resume tudo isso é que muitos são mortos por amar o próximo, por fazer a caridade e a solidariedade lemas de existência.
             É um fato para se agradecer estas pessoas, que dão o seu sim para a vontade de Deus, vivem de acordo com o que ele nos pede e por isso morrer. Estes sim devem ser exemplos para nós, que temos tudo, mas não fazemos quase nada, e eles não tem nada, mas tem tudo, porque tem a Deus.

“Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Demônio.”
Efésios 6, 11

            Amados, rezemos por todos aqueles que sofrem perseguições, que são caçados por colocar a sua fé em pratica, por ajudar os necessitados e por professar que Jesus Cristo é o salvador da humanidade. Vamos orar por aqueles que foram e são mortos pela verdade, pois não a graça maior do que partir desta vida professando a nossa confiança no supremo criador.

“Senhor Jesus, tu que es o senhor da justiça, conforte o coração daqueles que são caçados feito animais por professar a fé em ti e em tua divindade. Cubra-os com sua luz para que eles não tropecem no medo, mas que continuem firmes como Pedro e Paulo continuaram.
Que o Senhor esteja com eles hoje e sempre, pois é em ti que eles encontram a devida força.
Que o senhor esteja ao lado deles para os orientar, para conduzir e ensinar o que é o verdadeiro valor da vida, a vida eterna, pois somente tu es rei, senhor de toda a existência, e é merecedor do poder, honra e gloria, agora e para os restos dos séculos, Amem!

Lucas de Almeida Moraes 
  
                                                 Reze por eles, pois eles rezam por vocês! 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Pai nosso




Nós nos tornamos filhos quando
reconhecemos o senhorio de Deus em nossa
vida. 

      Queridos amigos, é uma alegria muito grande estar com vocês novamente, onde nos unimos para refletir naquilo que Deus na sua infinita sabedoria quer nos revelar de forma particular. Hoje, quero aproveitar este clima no qual estamos entrando, onde as luzes natalinas já piscam e chamam a nossa atenção, para colocar no centro de nossa reflexão simplesmente e grandiosamente Jesus Cristo e a sua paternidade.
Antes de começarmos gostaria de refletir uma passagem bíblica que nos ajudara a compreender o tema que hoje é proposto.

“Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja teu nome, venha nós ao vosso reino, seja feita tua vontade, assim na terra como nos céus, o pão nosso de cada dia nos dai hoje, e perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixe cair na tentação, mas livrai-nos de todo mal. Porque teu é o reino e o poder, e a gloria, para sempre, amem.”
Mateus 6: 9-13

         Como vocês já perceberam esta foi a oração modelo que o próprio Cristo nos ensinou, o conhecido “Pai nosso”. Hoje vamos refletir nessa oração tão completa e tão cheia de compreensão, mas não em todos os seus pontos, mas focaremos em um no qual tem grande significado.  
         Jesus mostra como nós, homens, podemos falar com Deus, nosso pai. A cada frase ele expressa uma verdade e uma necessidade que esta presente no nosso cotidiano. A primeira parte desta oração é o ápice que da nome a este texto: Pai Nosso. Caríssimos, quando reconhecemos que Deus é nosso pai nós estamos dispostos a obedece-lo como nós obedecemos a figura paterna humana. Deus é o criador de toda a vida, ele esta a frente de toda evolução biológica e cientifica. Somos frutos de sua inteligência e grandiosa sabedoria, onde por sua vontade colocou as suas mãos no barro e modelou o homem a sua imagem e semelhança, e foi também por sua vontade que retirou da costela de Adão aquilo que chamamos de mulher, que é senhora da doçura e da fragilidade, aquilo que por graça sem igual traz vida a este mundo e a unidade dos homens.   

“Deus realmente é pai e Senhor de toda criação!”

Reconhecemos que um dia
um Pai deu a vida pelos
seus filhos.
        Quando o próprio Jesus diz: Pai nosso, ele invoca o criador com suprema humildade e submissão, pois ele destaca grandiosamente a sua natureza humana, fazendo de Deus seu pai como se ele não fizesse parte de sua divindade. Mas não foi essa a intenção de Cristo, ele não faz isso propositalmente, mas sim com o objetivo de se igualar a nós, para mostrar que Deus é seu pai como também ele é nosso pai. Jesus quando diz Pai nosso é como se ele fosse a boca de toda existência, que proclama que somos todos irmãos, que somos uma família na qual se reúne em volta de um único Pai, e professa a ele a devida obediência.
        Vale lembrar que não somos todos filhos de Deus. Talvez esta verdade cause espanto em muitos, mas filho de Deus é só aquele que aceita Jesus Cristo de maneira muito especial, fazendo dele não somente um ícone histórico, mas a razão de estarmos hoje vivos e com a certeza que existe um céu, pois Jesus morreu, desceu a mansão dos mortos e ressuscitou no terceiro dia, nos garantindo que a existência da vida eterna não é algo inventado, mas uma certeza concreta que nos aguarda. Aquele que não aceita Deus e seu supremo senhorio não é filho mas sim criatura, aquela criatura com um vazio a ser preenchido, que não é contentado e nem completo com as coisas do mundo, mas somente com as coisas do alto. A peça que falta no seu quebra cabeça é Deus! A família, os irmãos cuja Deus é o pai, recebe toda criatura para se tornar um membro desta numerosa multidão de braços abertos.

“Nem todos são filhos de Deus, mas são convidados constantemente para fazer parte desta família.”

Nós filhos de Deus somos convidados a imita-lo. A palavra já nos alerta sobre isso com muita clareza:
“Sede imitadores de Deus, como filhos amados.”
Efésios 5, 1

       Somos constantemente convidados a buscar a santidade imitando a Deus. Todo  filho que ama verdadeiramente seu pai, obedece o que ele pede, e Deus pede para que nós busquemos ser como ele. Como humanos cheios de limitações nunca seremos como Deus, ele esta muito além de nós em infinitos aspectos, mas somos chamados constantemente a busca-lo e eliminar as nossas faltas e culpas diante deste desafio de buscar a santidade constantemente. É preciso que temos ordem e disposição para este desafio, pois trabalhar com ordem é imitar a Deus, e convenhamos que isto não é nada fácil, mas também não é impossível.

“Tudo deve ser feito com decência e ordem.”
1 Coríntios 14, 40

       Na cruz, Cristo pagou um alto preço para que nós todos fossemos resgatados de nossas próprias iniquidades que estavam nos levando ao mau. Tudo isso foi gratuito! O sangue de Cristo e sua preciosidade foi derramado sobre nós, eliminando toda a maldição e dando lugar a oportunidade da salvação, pois Deus abriu a porta, agora é hora de fazer nossa parte de entrar.
      Nós precisamos viver uma vida cristã que seja visível, como filhos obedientes, no qual as pessoas possam ver em nós a fase de Cristo estampada na nossa alegria de pertencer a Deus.

“Vejam como é grande o amor que o pai nos concedeu: Sermos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que quando ele se manifesta, seremos semelhantes a ele, pois veremos como ele é.”
1 João 3, 1-2

     Queridos, Deus é o pai que recebe aquele filho perdido, que desejou a sua herança e partiu para o mundo e seus prazeres, lá conheceu o fracasso e a dor, e agora, arrependido volta para casa desesperado buscando perdão e misericórdia. Deus troca reinos por você, ele da a vida por cada um de nós, e se fosse preciso ele se faria humano novamente e morreria na cruz de braços abertos, pronto para te dar um abraço cheio de amor. Pense nisso, seja um filho que retorna a casa do Pai que morre de saudades!

“Pode existir entre todos os nomes um que nos relacione melhor com Deus que o nome Pai? Como é carinhosa, suave, sentido e cordial esta palavra!”
Martinho Lutero

“O próprio Espirito testemunha ao nosso espirito que somos herdeiros: Herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua gloria.”    

  Lucas de Almeida Moraes 



                                Importante ver o vídeo! De alguma forma Deus vai falar com você



quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O verdadeiro sentido de amar!


Queridos, hoje de maneira diferenciada gostaria de apresentar um vídeo do querido amigo Padre Wagner que ira nos ensinar qual é o verdadeiro sentido do amor. Espero que tenham uma experiencia com Deus muito especial.


Amo-te, porem te faço livre, pois prefiro ver o seu sorriso distante, do que ter as suas lagrimas molhando os meus ombros!

Lucas de Almeida Moraes

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Deus e o tempo

Viva o tempo de Deus! 

       Queridos amigos, com a graça de Deus mais uma vez nos reunimos para um momento que se renova toda vez que um texto aqui é postado, onde temos a capacidade intelectual de refletir sobre os mistérios de Deus e a fé da sua igreja imortal. Neste texto que hoje de maneira importantíssima vamos refletir sobre Deus e o tempo. Deus na sua natureza livre de erros, alto submetido ao bem mais puro e completo, aquele que nunca muda. O tempo, aquele que esta vulnerável as mudanças continuas da evolução de pensamento, seja na área tecnológica, politica, étnica e moral, mas se encontra mudando continuadamente pelos séculos pela vontade do homem.
        Particularmente fui levado a escrever este texto por perceber que muitas pessoas usam a evolução do ser humano, não em fatores anatômicos, mas de consciência, aonde se diz que os tempos são outros, e que a ideia de se seguir a Deus trazem ideais arcaicos para uma sociedade que se encontra além de seu tempo.  Na verdade meus caros, é que a humanidade é hoje comparada com um ser em uma esteira, ela corre, corre e corre, mas no final percebeu que não saiu do lugar, estava parado.
        A nossa natureza caminha em paços largos, sempre em busca de algo melhor para saciar a sua vontade, em busca daquilo que é quase impossível. Isso não é um problema, mas o que se torna um problema é quando os tempos modernos afastam do homem a necessidade de buscar Deus e a sua eficácia, a felicidade somente no que é passageiro e não no que é de fato eterno. A frase típica que podemos ouvir inúmeras vezes em tempos atuais:

“Em pleno século XXI nós não podemos viver de acordo com a bíblia, seria uma calamidade. Os tempos mudaram.”

        Nós, seres de carne, preferimos evoluir do que nos aproximar de Deus. Preferimos perder a fé em Deus e na sua existência, mergulhando no ateísmo, onde eu mesmo dirijo a minha vida de modo desregrado sem nada acima de mim. Lembro a vocês que foi assim que o próprio Lúcifer, o anjo mais bonito do céu se tornou o que hoje é o próprio demônio, quando ele não aceitou que Deus estava acima dele, e por isso foi da vontade dele governar sobre as sombras das trevas, cuja Deus a separou da luz.
          Deus não caminha juntamente com a evolução do homem, pois nós estamos muito abaixo da sabedoria do criador. Não somos nada comparados a majestade do soberano, aquele que é responsável por toda criação. Deus é o mesmo de sempre e sempre será! E é por isto que a igreja é vista como uma instituição careta e atrasada, pois segue os parâmetros e as leis de Deus, ou tenta seguir, pois ela também é humana. Todo aquele que prefere seguir a igreja sofre, pois é motivo de chacotas, por causa de ser acusado de seguir um livro que maldosamente é chamado de “livro de historinhas.”
           Penso que a bíblia é uma realidade além de nosso tempo. Penso que Jesus Cristo esta também além da nossa realidade, pois o que ele nos oferece a cada dia que passa se torna mais impossível e incerto, e isto é simplesmente é o amor! O século XXI realmente esta muito longe do amor. Mas vale destacar que não foi Deus que se distanciou do homem, pelo contrario, foi o homem que se desaproximou de Deus.

“A igreja é a mesma de ontem, é a mesma de dois mil anos atrás, ela assim juntamente com Deus. O criador é  quem não sofreu nenhuma alteração comportamental em nenhum momento da eternidade”

           O que devemos compreender é que de alguma maneira o homem desejou ser maior do que Deus, e nós temos isto marcado na nossa historia quando no século XVIII conhecido como o século das luzes nasceu aquele humanismo intenso e excessivo, que atrapalhou a fé de muitos, criando uma batalha psicológica entre os feitos humanos que são visíveis, e os feitos de Deus, escondidos no coração daquele que cre fielmente.
            A mesma ética e a moral que Deus apresentou a nós pela pessoa de Jesus Cristo deve ser colocada em pratica hoje. Viver o que Deus nos pede não é arcaico e muito menos atrasado, pelo contrario, Deus nos pede algo que esta além de toda evolução , da nossa realidade, esta verdade que espera ansiosa para se tornar uma pratica, que é o amor.
          O amor ainda é o único modo de revolucionar de forma benéfica a nossa atualidade. Somente ele pode tirar as armas das mãos dos que são dominados pelo ódio, acabar com as guerras e conflitos, destruir toda a maldade aglomerada nos corações.

“Somente o  amor pode destruir as trevas, pois amor é luz, e toda luz triunfa sobre as trevas!”

         Nós que somos seres racionais, que recebemos a graça do dom da inteligência somos capazes de entender a grandiosa validade do amor. Mas para esse amor nascer de modo justo e solidário é preciso que o velho homem morra, levando com ele tudo aquilo que não presta, que não edifica e o que nos apodrece. Levar juntamente com ele o ódio e o egoísmo no mais profundo buraco onde podemos sepultar o passado e nascer novamente para o futuro. É realmente necessário que um novo homem nasça para compreender a verdadeira face do amor, aquele amor que ajuda, que tira o pobre do fundo do poço, que ama as pessoas apesar das suas limitações e seus pecados, resgatar vidas perdidas que sofreram os maus tratos de um mundo tão perverso e perigoso. É este amor, que um dia foi uma dor e depois se tornou vitória. Assim como foi com Jesus, aquele que passou pela dor da cruz para alcançar a vitória do amor por parte de seu sacrifício, trazendo a nós a vida, e vida eterna.
        Queridos, Deus não caminha juntamente com a humanidade, ele na visão dos homens ficou parado em um tempo no qual quisermos nos afastar, corremos demais em busca de algo além de nós. Olhe agora, olhe para o nosso tempo, veja sua TV, para seu jornal, para sua revista, para os meios de comunicação. Só encontramos maldades, crueldades, cobiças e interesses. E alguns perguntam: Onde esta Deus?

“Deus esta escondido em seu coração, no coração de cada homem, de cada mulher, de cada criança entregue a sua inocência, que é capaz de enxergar luz nas trevas. Deus esta em você, ele espera somente que você de lugar para ele na sua vida.”

“Há caminhos que parecem certos ao homem, mas no final conduz a morte”
Provérbios 14, 12

“A sabedoria do homem lhe da paciência, sua glória é ignorar as ofensas”
Provérbios 19, 11

         Meus amigos, o tempo, nós e toda humanidade estamos correndo, buscando o impossível por meios tecnológicos, medicinais, científicos e assim por diante, deixando Deus muitas vezes para segundo plano, colocando o homem sobre o pedestal e a sua vontade em primeiro lugar. Nós cristãos não estamos aqui para agradar a plateia. Cristão não é animador de palco. Cristão esta aqui para agradar a Deus e não a galera. Por isso lembre-se que apesar de toda evolução da nossa existência, Deus continua sendo o mesmo. Ele é quem reina, é quem esta assentado sobre o trono da justiça, da onde governa com amor e compaixão por tudo aquilo que foi feito por suas mãos.

“Deus é maior do que tudo aquilo que se pode ver, ouvir e sentir. Nós cristãos não estamos neste mundo para agradar a plateia, mas somente a Deus.”

Lucas de Almeida Moraes       
Cuidado, de o devido tempo para Deus. Mostre para seus filhos
que vale a pena dizer não a certas coisas e dizer sim para a luz!