Pages

domingo, 18 de dezembro de 2011

Não negar a nossa fé!

Derramar o sangue pela fé.

         Queridos amigos, com imensa alegria que novamente aqui fazemos presença para refletir na palavra que Deus tem a nos revelar, e também é uma alegria expressar o desejo de ser realmente templos vivos e também ser igreja, aquela que acima de tudo leva a Jesus Cristo para as pessoas. Hoje o “sabendo mais sobre a igreja” quer recordar todos aqueles que deram a vida a serviço da boa nova, ao ponto de morrer por ela. Queremos lembrar dos tempos realmente negros da nossa historia, onde se declarar cristão era o mesmo que assinar a sua sentença de morte.
          Ouve um tempo em que seguir a Cristo era muitíssimo perigoso, onde os imperadores que eram vistos como verdadeiras divindades mandavam e desmandavam, suas ordens eram como trovão espalhando sua voracidade pelo horizonte, chegando as terras mais longínquas da imensidão do império romano. Desses imperadores o que mais se destacou em caçar os cristãos foi Nero, que espalhou inúmeras calamidades sobre seus domínios e colocou a culpa no que ele chamava “seita cristã.” Depois deste fato horrendo, de culpar o povo cristão por vários delitos que não praticaram, o povo que abitava o território do império criou uma raiva e ódio grandioso daqueles que seguiam a Cristo, nisso eles também começaram a perseguir os cristãos.    
          Durante este terrível momento da historia da igreja, tivemos pessoas que não negaram em nenhum momento a sua fé em Jesus Cristo, mesmo sofrendo a dor do martírio não negaram o seu salvador, que era homem e com sua divindade veio a terra e plantou sementes de salvação no meio de um povo sofrido, pobre e angustiando, mostrando a eles que a maior riqueza não esta na terra, mas no céu, mas acima de tudo Cristo os ensinava o seguinte mandamento: amem-se uns aos outros, e perdoe a quem dirige a espada a você!

Cristãos esperando a Morte, alguns crucificados.
“Ter fé atualmente não nos coloca de cara com o perigo, mas imagine se uma lança ameaça atravessar seu peito. Você negaria a sua fé?”

         Nesse período sangrento foi o tempo que grandes homens de Deus viveram, aquelas pessoas que tinham o escudo contra o medo, e este escudo de fato era o próprio Deus. É nesse instante histórico que os apóstolos estão colocando em pratica o que Cristo os ensinou. Jesus adverte todos aqueles que os seguem, pois ele sabia que muito sangue seria derramado pelos seus ensinamentos, mas no final ele garante um recomeço, um começo para uma vida nova, a vida eterna.

“Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma.”
Mateus 10, 28

         Vale a pena relembrar as vidas que foram exterminadas por cobiça e por interesses, a mentira que pertence ao maligno, aquele que não atinge Deus diretamente e por isso agride a humanidade, aquela que faz a igreja acontecer, e muitas vezes suja o nome da criação de Cristo com seus erros!  
          Vale também a pena destacar como os cristãos morriam torturados naquele período realmente de horror. Os romanos inovavam cada vez mais os métodos de tortura para amedrontar os cristãos, mas de fato não conseguiram, pois a fé foi maior que o medo, pois o cristianismo tomava proporções grandiosas. Muitos morriam queimados em publico, outros eram jogados em meios as feras para serem dilacerados para divertir a plateia aglomeradas nas arenas, também roncavam-lhes as tripas enquanto vivos para agonizar até a morte, eram degolados, açoitados e até crucificados, lembrando que Pedro, o apostolo, foi morte crucificado de cabeça para baixo na colina vaticana. Em alguns casos algumas pessoas eram feitas tochas humanas, amarradas a um poste com palha, onde era colocado fogo para a iluminação nos estádios durante a noite.    Também outro método era amarrar a pessoa e coloca-la em praça publica para ser motivo de chacota para os outros, onde podia sofrer linchamentos e agressões, depois disso eram levados para alimentar as feras, ou para o apedrejamento para o divertimento dos romanos. Foi nesse período que Paulo, o grande precursor do avivamento da fé em varias comunidades cristãs foi morto, também com ele vários outros seguidores próximos de Cristo.

“O irmão entregará a morte o seu irmão, e o pai, o seu filho, filhos se rebelarão contra seus pais e os matarão. Todos odiarão vocês por minha causa, mas aquele que perseverar até o fim será salvo.”
Mateus 10, 21-22

cristão sendo crucificado.
          Queridos, a intenção deste texto não é provocar medo e nem horrorizar vocês, mas sim mostrar que vale a pena ser firmes na fé, e que é possível perseverar em Cristo. Nós hoje temos tudo para sermos bons cristãos, pois no Brasil que é um país laico, nós não sofremos perseguições diretas de morte, e nem somos ameaçados por nossa fé. E você? Você faz valer a pena tudo o que temos hoje? Toda a nossa liberdade?
             Fico imaginando se Pedro, Paulo, João, Marcos e tantos outros que foram mortos pela fé, se vivessem em tempos atuais, realmente, que belo seria! Nossa fé iria ser mais do que esplendida! De fato nós não precisamos  desses homens honrados em carne e osso hoje, pois ainda que pareça impossível ainda a homens e mulheres comprometidos com Cristo e a boa nova, mas infelizmente são poucos. Nós precisamos de Paulos, Pedros, Marias e outros homens e mulheres santas, para que desperte em nós a vontade de testemunhar o amor de Deus e suas inúmeras maravilhas. Precisamos de avivamento do espirito santo, para despertar aqueles que dormem!
            O sangue destes homens não foi derramado em vão. As numeras famílias cristãs que se refugiavam para as montanhas, para as cavernas e para longe de seus cônjuges não fugiram em vão, pois foi por algo maior do que eles, e por isso entenderam sua pequenez, deram as mãos e morreram como grandes. Por isso hoje nós agradecemos cada vida que foi cancelada aqui na terra, para que nós hoje tivéssemos contato com a boa nova da ressureição de Jesus Cristo. Nós agradecemos a estas pessoas da fé que protegeram as sagradas escrituras das fogueiras pagãs do império romano. Nós agradecemos pelo seu sim filial a Deus até o fim.
Pedro sendo crucificado de cabeça para baixo.  
“Quem acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua vida por mim a encontrara.”
Mateus 10, 39

             Amigos, em alguns países infelizmente ainda existe caça aos cristãos. Muitos ainda são mortos por professar a sua fé e colocar em pratica as suas virtudes. No final o que se resume tudo isso é que muitos são mortos por amar o próximo, por fazer a caridade e a solidariedade lemas de existência.
             É um fato para se agradecer estas pessoas, que dão o seu sim para a vontade de Deus, vivem de acordo com o que ele nos pede e por isso morrer. Estes sim devem ser exemplos para nós, que temos tudo, mas não fazemos quase nada, e eles não tem nada, mas tem tudo, porque tem a Deus.

“Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Demônio.”
Efésios 6, 11

            Amados, rezemos por todos aqueles que sofrem perseguições, que são caçados por colocar a sua fé em pratica, por ajudar os necessitados e por professar que Jesus Cristo é o salvador da humanidade. Vamos orar por aqueles que foram e são mortos pela verdade, pois não a graça maior do que partir desta vida professando a nossa confiança no supremo criador.

“Senhor Jesus, tu que es o senhor da justiça, conforte o coração daqueles que são caçados feito animais por professar a fé em ti e em tua divindade. Cubra-os com sua luz para que eles não tropecem no medo, mas que continuem firmes como Pedro e Paulo continuaram.
Que o Senhor esteja com eles hoje e sempre, pois é em ti que eles encontram a devida força.
Que o senhor esteja ao lado deles para os orientar, para conduzir e ensinar o que é o verdadeiro valor da vida, a vida eterna, pois somente tu es rei, senhor de toda a existência, e é merecedor do poder, honra e gloria, agora e para os restos dos séculos, Amem!

Lucas de Almeida Moraes 
  
                                                 Reze por eles, pois eles rezam por vocês! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário