Pages

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

As belezas da igreja, parte 2

A igreja não funciona sem
caridade! 

         Caríssimos amigos e amigas, venho hoje até vocês para vos apresentar a segunda parte do estudo que mostra representada pela historia as inúmeras belezas na qual a igreja é responsável, e também nas quais ela deu com fé e confiança o seu apoio. No texto passado mostrei a vocês a participação fundamental da igreja no respectivo âmbito da educação, áreas do ensino superior e avanços da ciência pelos meios dos estudos intelectuais. Hoje de maneira interessante, quero mostrar e destacar as ações caritativas que a igreja vem realizando ao decorrer de sua existência.
          Como no texto anterior, quero lembra-los que talvez vocês encontrarão aqui fatos que não contem na maioria dos livros de historia, mas espero que vocês busquem saber por outros meios, e garanto que todo conteúdo que será apresentado  aqui é realmente verídico.
           Vocês sabiam que a igreja cristã é a maior instituição caritativa do planeta? Isso mesmo! A igreja foi quem construiu os primeiros restabelecimentos para receber os órfãos e prestar assistência social a estas pessoas. Na idade média já avia grandes números de crianças e jovens que eram abandonados pelos pais, algumas até recém nascidas, que foram acolhidos nos orfanatos e receberam amor , carinho e disciplina junto aos conventos que formavam freiras e irmãs que já existiam nos séculos distantes.  

“A igreja é a maior instituição caritativa da terra!”

             Hoje em dia ainda temos em um numero grandioso, inúmeros centros de caridade no qual a igreja cristã tem um papel importantíssimo no apelo social e humanitário. Desses centros que ela apoia ela também é fundadora. As igrejas protestantes são muito prestativas na área caritativa e social. No Brasil se encontra cerca de 3000 instituições evangélicas que exonera funções de caridade para com as crianças, jovens, adultos e velhos, pregando o amor de Cristo não somente na oração, mas também por meio de ações sociais.
             O cristianismo sem duvida gera esforços sem igual para o bem estar social dos que sofrem, para dar um pouco de dignidade ao seres humanos que as vezes são tratados como vermes e chutado como pragas. A igreja coloca a sua mão na massa e luta constantemente com trabalhos árduos de assistência social, e de maneira eficaz e amorosa estende suas mãos para aqueles que realmente precisam e necessitam de cuidados e de alguém que defenda seus direitos.
            Dentro das igrejas cristãs a Igreja Católica Apostólica Romana, a primeira igreja da cristandade, é a que mais se destaca em números de centros especializados que recebem pessoas carentes em todas as regiões do globo.  Somente na África o catolicismo abrange 964 hospitais, 5000 dispensários, 260 leprosários, 650 asilos, 800 orfanatos e 2000 jardins de infância. No mundo todo a igreja católica abrange cerca de 5340 hospitais, 16430 dispensários, 645 leprosários, 14365 asilos e 11620 creches, sem contar os inúmeros centros religiosos que não chegam ao reconhecimento das pesquisas.

“E quem der de beber a um destes pequeninos um copo de agua fresca por ser meu discípulo, em verdade vos digo: não há de perder minha recompensa.”
Mateus 19, 21

Madre Teresa,
um exemplo de pessoa totalmente
comprometida com a caridade. 
              O cristianismo também realiza trabalhos humanitários pelos ONGs, que tem um trabalho fantástico em varias áreas da necessidade do povo. Nas inúmeras igrejas cristãs temos centros especialistas em receber dependentes químicos, dependentes do álcool, pessoas que sofrer de depressão e precisão de um acompanhamento adequado, pessoas com necessidades especiais que também necessitam de cuidados, pessoas aidéticas, pessoas que vem para o Brasil fugindo das guerras, misérias e de fome e até mesmos aqueles que precisão desabafar em um momento de tribulação que vive naquele exato momento, pois as vezes a doença e o problema não esta estampado no físico, mas em um coração que esta gravemente ferido.
               A igreja especialmente no Brasil tem as conhecidas pastorais, que fazem um trabalho belíssimo auxiliando as famílias de baixa renda que precisam de cuidados e supervisão para não lhes faltar nada. Ao todo são 31 pastorais que fazem seus trabalhos em inúmeras áreas da sociedade, como em penitenciarias, asilos e nas áreas mais pobres e rurais. São elas: Pastoral Carcerária, Pastoral da Criança, Pastoral da Mulher Marginalizada, Pastoral da Saúde, Pastoral do Menor, Pastoral do Povo de Rua, Pastoral dos Migrantes, Pastoral dos Nômades, Pastoral dos Pescadores, Pastoral Operária, Pastoral da Terra, Pastoral do Batismo, Pastoral da Comunicação, Pastoral de DST/AIDS, Pastoral da Catequese, Pastoral da Cultura, Pastoral da Cultura, Pastoral do Dízimo, Pastoral da Educação, Pastoral da Juventude do Brasil, Pastoral da Mobilidade Humana, Pastoral da Sobriedade, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral do Turismo, Pastoral dos Brasileiros no Exterior, Pastoral Familiar, Pastoral Litúrgica, Pastoral Universitária e Pastoral Vocacional.

“Realmente, o serviço desta obra de caridade não só provê as necessidades dos irmãos, mas é também uma abundante fonte de ações de graças a Deus.”
Tiago  2, 14-26

           Amigos, podemos ver aqui que muitos setores das igrejas cristãs levam a mensagem de amor e solidariedade que Cristo na sua boa vontade nos transmitiu com o desejo sincero do triunfo da paz.  Podemos ver e viver juntamente com a igreja o maior dos ensinamentos do evangelho: Amar uns aos outros como a si mesmo. Nestes atos realmente belos, podemos começar a ter outra visão sobre a igreja, pois nos campos a terra pode estar seca, mas sempre existiram belas flores para serem observadas. Muitos veem com maus olhos a igreja, mas os convido a estudar e ficarem informados do que realmente esta comprometida esta fé que ultrapassou mais de dez séculos. Muitos há criticam sem saber no que realmente constrói sua índole e objetivo maior  no qual ela esta comprometida dês do momento exato em que Cristo á fundou.   
           A igreja foi a organização que mais educou pessoas do que qualquer outra instituição. Foi ela que aprimorou os métodos científicos e as leis de evidencia. Foi a tão criticada igreja que olhou para o mundo e viu muito mais do que pessoas, mais do que seres humanos, mais que simples e perfeita criação. A igreja lançou seu olhar ao mundo e viu o próprio Cristo, aquele que sofreu crueldades e partilha o mesmo sofrimento naqueles que vivem nas mazelas da desigualdade, nos becos debaixo de seus mantos, aqueles que se escondem sobre a doença do corpo e da alma e precisam despertar, abrir os olhos com amor e ver as belezas da igreja.

“No presente permanecem estas três: fé, esperança e caridade, delas, porem, a mais excelente é a caridade.”
II Coríntios 9, 12

Papa Gregório IX, autorizando o santo oficio
            Antes de condenar o cristianismo por delitos do passado e da atualidade, pesquise bem e analise a os fatos históricos. Muitas vezes a igreja é culpada por atos que não cometeu, como por exemplo, as inúmeras matanças do tribunal do santo oficio, mais conhecido popularmente como inquisição. Os números apresentados são extremamente excessivos. Ensinam que a inquisição foi umas das instituições que mais matou na historia. Os historiadores sabem que a legitima inquisição formada pela igreja no Concilio de Verona em 1184, foi o primeiro tribunal que não usou penas de tortura na historia. Muitos dos que queimaram na fogueira como Joana Darck não foram mortos pela igreja, mas sim a mando da nobreza, ou seja, do estado, que infelizmente em um longo período da historia também controlou o tribunal do santo oficio, matando pessoas em nome de interesses, ganancia, cobiças e vaidades. Para se ter uma ideia a igreja foi tão contra a morte de Joana Darck, que hoje os católicos a reconhece como santa.
            Os números altíssimos de mortes da chamada sangrenta inquisição espanhola também são dignos de pesquisa e estudos, pois muitas vezes nos apontam números verdadeiramente caluniosos. Dizem que os inquisidores se espalharam por toda a  Europa e especialmente a Espanha, que era um pais cristão por excelência. Mas á documentos que comprovam que nos meados dos anos de 1200, pessoas que viviam nas áreas rurais, que de fato eram a maioria, nunca ouvira falar nos tribunais do santo oficio. De fato temos que lembrar que estamos falando aqui de um período que se denomina feudalismo, onde mais da metade da população vivia nos campos e nos domínios dos senhores feudais. Alguns historiadores sérios comprovam que os números apresentados á maioria dos estudantes são totalmente exagerados. Dizem que foram mortos 9 milhões de pessoas somente em Madrid, o que prova os números caluniosos, pois Madrid nos tempos medievais tinha menos de 700 mil habitantes. Na Italia, o pais no qual abriga um dos maiores centros cristãos do mundo, ninguém foi morto pela inquisição dirigida pela igreja.
A maioria das penas era
simplesmente orar! 
               A maioria das penas que a igreja decretava aos que eram julgados eram simplesmente rezar, visitar um santuário, fazer ações caritativas, se empenhar em trabalhos sociais e ajudar no empenho da propagação do evangelho. A pena de morte era um fracasso, e em alguns casos infelizmente e realmente a igreja a usou como sentença. Quando se usava o fogo como sentença de um julgamento era o maior fracasso que a igreja tinha que sofrer, pois o objetivo da igreja era converter os povos e não mata-los. Realmente reconheçamos que esta conversão não era eficaz, pois não era de boa vontade do sentenciado, mas sim uma atitude forçada.

“A inquisição foi um tribunal além de seu tempo!”

               Realmente, ao mesmo tempo que apresento a vocês coisas bonitas da igreja impregnadas na  historia, eu também como cristão comprometido  com o conhecimento de muitos, admito que muitos dos erros que assombram a igreja pelo seu passado e presente. Atrocidades como as cruzadas que foram umas das guerras mais longas que se tem conhecimento, alguns fatos da inquisição e episódios lamentáveis cometidas ilicitamente em tempos atuais.
               Amigos, nestes dois textos tive a intenção de mostrar a vocês as belezas da igreja e abrir-lhes os olhos e reconhecer como foi importante a presença desta instituição na nossa historia para inspirar culturas, festas e tantas outras maravilhas que temos hoje em nossa sociedade. Gostaria de destacar outras das inúmeras belezas na qual a igreja tenha participado de maneira estonteante, como na musica, nas pinturas, esculturas, nas áreas da arquitetura, engenharia, no teatro, no sistema carcerário, no calendário em que vivemos e em tantas outras áreas, que tornaram a nossa vida muito mais bonita e de certa maneira agradável.
               Os convido todos a ter um novo olhar para com a igreja. Reconheçam a sua eficácia para conosco e sua participação importantíssima no cotidiano das pessoas até os dias de hoje.

“As pessoas vivem, respiram e andam sobre os feitos da igreja, mas muitas nem tem o conhecimento disto!”

Lucas de Almeida Moraes

Caridade não é semente dividir o pão, mas entregar a vida a serviço do outro! E é isso
que a igreja vem realizando desde os tempos de Pedro e de Paulo. 
   

                                      Para entender melhor a inquisição vale a pena ver o vídeo! 


   

Nenhum comentário:

Postar um comentário