Pages

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Sera que vivemos em uma sociedade cristã?

           Queridos leitores, sejam todos muito bem vindos a mais uma reflexão no qual queremos compartilhar ideias e opiniões juntamente com os amigos que partilham da mesma fé, e até daqueles que não acreditam em nada. Hoje queremos partilhar este pensamento que para alguns será motivo de escândalo, mas para outros um colírio que limpara os olhos e fara ver o que realmente esta acontecendo. Logo de inicio quero destacar a seguinte pergunta a vocês:

Vocês acham que nós ainda vivemos em uma sociedade cristã?

           Queridos, analisem bem os tempos contemporâneos, liguem seus aparelhos de TV, andem um pouco nas ruas, vão em uma festa, reflitam um pouco sobre as leis atuais e responderam esta pergunta sem o meu auxilio.
            É obvio que nós não vivemos mais em uma sociedade cristã! Sejamos racionais e coloquemos as nossas mentes em funcionamento. Um pais que diz ser a maior nação cristã do mundo cuja o catolicismo se destaca, tem somente em sua constituição inúmeras leis que vão contra os conceitos e a moralidade cristã que foram cruciais para a formação da América do Sul e especialmente o Brasil.
             Hoje neste mundo em que chamamos de “moderno” vivemos um tempo em que os valores foram jogados no lixo, e eu já disse isto aqui inúmeras vezes, que nós não vivemos em um pais cristão! Realmente, existem grupos que acusam o cristianismo de intervir fortemente no estado que pela lei é laico. Mas se realmente ele interferisse em tão grande escala, porque vivemos uma cultura que vai não somente contra os conceitos cristãos, mas também aos do puro bom senso?

“Realmente, não vivemos em uma sociedade cristã.”

             Amigos,  gostaria que vocês analisassem.  Se realmente nós vivemos em uma sociedade cristã e os meios políticos a beneficiam, então porque nos temos um conjunto de leis que vão contra a moral como o “casamento” de homossexuais? Se vocês não sabem, a igreja condena todo ato ilícito homossexual, e de maneira nenhuma concorda com tau lei que vai totalmente contra os nossos princípios enraizados na moral da nossa fé.
             Outro exemplo é o grande pedido de legalização do aborto no Brasil. Saibam que também o cristianismo é contra o aborto e todo tipo de manifestação, agressão e ação contra a vida. Nas esquinas e nos becos deste país existem clinicas clandestinas e criminosas que cometem diversos assassinatos por dia. E pergunto-lhes novamente: Nós vivemos em uma sociedade cristã ou religiosa por mínimo que seja? Creio que não!

“Como nós, crentes, podemos viver em uma sociedade que se diz cristã mas não vive o cristianismo?”

           Queridos, saibam encarar as coisas com sua devida realidade. Nós vivemos em meio a um povo que tem suas raízes cristãs, mas não vive o cristianismo. A nossa pátria e nosso continente foi praticamente parido pelo cristianismo. O nosso país em especial, foi consagrado a fé no Cristo no momento em que os pés da civilização europeia que já tinha o conhecimento da salvação tocou este solo fértil e de incontáveis belezas. Contudo, as mudanças culturais que foram trazidas pelos tempos modernos juntamente com pensamentos extremamente humanistas, transformaram uma sociedade cristã em uma sociedade pós-cristã. Os tempos das glorias da existência da cristandade neste país ficaram prezas ao passado juntamente com o primeiro e segundo império.
           Hoje com a evolução do pensamento humano pela “razão” simplesmente de homens como nós, a religião como um todo se tornou algo para ficar guardado em casa, privado dentro dos templos e silenciada pelas mordaças do poder. Vivemos em terras que se declara fortemente cristã, mas é um dos lugares que mais se mata pessoas, cometem latrocínios, inúmeros roubos, escândalos políticos e outros feitos totalmente desmoralizantes. Sim, em todos os lugares do planeta existem assassinatos e roubos, mas não em longa escala como nós.
            Dizem que a religião é pior que o crack, e afirmam que um pensamento regrado que contem doutrinas é uma coisa idiotizada. Obviamente que discordo de tau afirmação. Nós cristãos somos mais do que uma religião. Ser cristão é optar por um estilo de vida, no qual todo ser é convidado a participar. Entendemos e cremos que nós somos imagem e semelhança do criador e não que Deus foi criado por uma mega e fértil imaginação humana. Deus é maior do que possamos pensar. Chega a ser um desrespeito sem fronteiras comparar a religião como o cristianismo, que luta pela paz e pela justiça, que alimenta os pobres e transforma vidas, com uma coisa tão feia e nojenta como o crack. Chega também ser uma ingratidão sem tamanho por tudo que o cristianismo trouxe a nós, como a própria cultura, que a cada dia vai deixando de existir, dando lugar somente ao homem, colocando a sua imagem sobre o pedestal e exaltado a sua “razão”. Não sou contrario ao pensamento da razão humana, tanto é que ela trouxe a nós inúmeros benefícios, mas sou contra o homem se colocar a frente de Deus, coisa que vemos muitas vezes em tempos como o nosso. Sou contrario a razão humana a partir do momento em que ela banaliza Deus e tenta provar que nós somos maiores do que ele. Para nós que cremos a razão é muito maior que nós, e pela nossa pequenez Deus se torna a razão. Ele é a explicação da existência da nossa raça e não é digno de teorias, mas sim de certezas, onde isso se encontra somente na fé.

“Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.”
Romanos 10, 17

          Amigos, o cristianismo não é poderoso assim como nos é informado. Muitas vezes isso é dito a nós para que a população se revolte e se encontre debaixo de uma “ditadura religiosa”. Nós não vivemos nesta ditadura, na verdade querem calar a boca dos cristãos por meio de atrocidades como a lei PL122, que apesar de ser contra a homofobia (lembrando que a igreja sempre foi contra a homofobia) também é contra alguns direitos da igreja como proibir a  liberdade a um padre, pastor de diversas religiões, de expor os seus ensinamentos dentro dos templos como e ser contra o ato homossexual, ou seja, querem interferir em uma regra clerical que esta na igreja a mais de 1000 anos, e antes de se tornar um ensinamento cristão já estava na bíblia no velho testamento. A conclusão que tiramos é que não é a religião que é ditadora, mas sim a religião que vive debaixo da espora de uma ditadura ridícula que quer quebrar tradições e até dogmas da bíblia.
           Como cristãos devemos encarar estes fatos como uma mudança radical e cultural, que começou a se espalhar des dos meados do século XVIII, onde surgiu o iluminismo querendo dar uma resposta meramente humano, ou seja, sujeita aos erros, sobre a nossa existência, quebrando os vínculos mais divinos entre o divino e o humano.
           Nossa população, não somente brasileira mas mundial, especialmente a europeia, vivei um período de transição. Tempos de mudanças drásticas estão surgindo. Já se iniciou a revolução cultural que glorifica o homem e deixa Deus aprisionado nos livros das prateleiras das bibliotecas. Fica mais evidente a cada momento que se passa que nós estamos presenciando um mundo pós-cristão e cada vez mais descrente. Sem duvida o cristianismo não é como antes.

“Na verdade o cristianismo não se encontra em crise, mas sim as pessoas que o fazem, pois sem pessoas não a cristandade!”

          Não podemos negar que a igreja dirigida pelos homens veio “pisando na bola” atualmente. Inúmeras vezes já vimos pessoas transformando o evangelho em pontes para garantir o melhor para suas empresas e empreendimentos, discursos preconceituosos e dogmas simplesmente inventados sem nenhuma finalidade bíblica. Mas lembro a vocês que a verdadeira igreja, compilada pelo Espirito Santo na verdadeira mensagem do evangelho não é somente isto. Igreja não é mera invenção do homem, mas sim a criação de Cristo para que conheçamos a sua natureza e posamos de alguma maneira experimentar o amor que vem de Deus.
           Se realmente vivêssemos em uma sociedade cristã, enraizada nos mínimos valores e engajada a serviço da igualdade, garanto a vocês que viveríamos tempos onde a paz seria maior do que as guerras, e os homens iriam amar mais. De fato é isto que Deus faz conosco, ele faz com que o ser humano olhe para o seu próximo e se enxergue, vendo que problemas todos nós temos e somos capazes de enfrentar obstáculos para chegarmos a devida paz.

“Não tenha preguiça de buscar a paz!”

           Cristão, não se encare com angustia e nem com decepções. Você é alguém que sobreviveu as batalhas das mudanças drásticas do nosso tempo, alguém que continuou firme na fé enquanto via seus parentes e amigos dizendo não para Cristo. Você é um vencedor que aceitou ser diferente diante de um mundo que prefere glorificar o homem do que glorificar ao Deus supremo. Ser cristão é aceitar a cruz e ajudar Cristo a leva-la até o alto do calvário onde  sacrifícios são feitos para o crescimento do reino de Deus.
          Portanto, a ditadura religiosa que tanto falam não passa de um artificio caluniador que usam para afastar o homem de sua fé. E aos homens que prometem fazer do cristianismo uma ditadura eu os digo para não fazer isto, pois a fé forçada não é acreditar realmente na eficácia de Deus. Queremos pessoas que estejam prontificadas com o serviço que Deus incumbiu a sua igreja, ela que deve ser compreensiva, pacifica e educadora, transformando com seus atos este mundo conturbado e difícil de se viver.

“Vale a pena lutar pela causa de Cristo!”

Lucas de Almeida Moraes








6 comentários:

  1. Interessante post... mais eu não creio que exista ninguém querendo afastar o homem de sua fé, como você mesmo citou... a fé é exercida por quem quer, livre... apenas ouvi relatos de 'afastar o homem de sua fé' quando a pessoa andava por lugares errados, e para falar tanto sobre isso, creio que você deve ter andado por muitos lugares errados, não é? só assim para descrever tudo isso... e as pessoas não acham o cristianismo uma ditadura, só acham que seus crentes deviam parar de vangloriar tanto os ditos 'santos' de sua igreja, parece que vocês os amam mais que Deus ! E eu posso não saber muito sobre a bíblia, mais creio que a mesma diz que é errado vangloriar e idolatrar imagens, como vocês fazem com... vejam só, os santos! ...esse é o único ponto negativo da sua religião, ninguém a compara com o crack, nem com a ditadura, aprenda.

    ResponderExcluir
  2. Querido, só para constatar, este blog não é católico! Este blog é cristão! Quando eu sito Igreja eu me reverencio a todo o cristianismo! Cristo é o ponto chave da igreja, e o cristianismo o tem como senhor e salvador! Particularmente não nego a minha fé, sou católico, mas também compartilho a fé no Cristo de todas as outras igrejas, por isso quis neste blog expressar não somente os pensamentos da igreja catolica, mas sim de toda a cristandade!

    OBRIGADO PELO COMENTARIO!

    ResponderExcluir
  3. Eu sinuei crack pq vi um vídeo na internet que deu muita polemica que tinha o titulo: A religião é pior do que crack... vale a pena ver o video e avaliar!

    ResponderExcluir
  4. Difícil de acreditar em uma sociedade cristã. Como você mesmo disse, existem muitos cristãos no Brasil, principalmente católicos, mas pelo rumo que a sociedade anda tomando nessas últimas décadas é visível que os cristãos que assim se declaram são só da boca pra fora. Não fazem nada para mudar essa realidade no país. Sem contar aqueles que vão à igreja 'religiosamente', oram com convicção comovente mas não agem como deveriam. Como você bem sabe que eu digo isso, Lucas, acho mesmo que as pessoas são quem fodem a religião, e elas me fazem desacreditar em uma melhora completa na sociedade.
    Bjs, parabéns pelo seu blog, que é como um afilhado meu, vi crescer e ajudei um pouquinho sempre que pude. rs

    ResponderExcluir