Pages

terça-feira, 27 de março de 2012

Brincando de ser igreja

           Queridos amigos, dirijo minhas sinceras felicitações a todos vocês que se unem novamente para serem alunos da escola que ensina ao homem os mistérios da vida e a existência de um amor maior. O texto que hoje apresentarei a vocês é sobre um assunto seríssimo e que a tempos sentia o desejo de lhes escrever. Já deixo bem claro que neste texto não agradarei a todos, mas é preciso que oque eu estou prestes a dizer seja dito, e alias, só lembrando, se o próprio Cristo não agradou a todos, imagine eu, mero ser humano e um simples grão no meio da praia!
            Hoje quero apresentar a vocês uma realidade que esta sujando o legitimo cristianismo e as coisas sagradas contidas nele. Sujando a fé com as coisas do mundão, pensamentos mesquinhos e absurdos de certas pessoas que se dizem cristãs e conhecedoras da verdadeira teologia. A igreja que foi criada para ser caminho rumo ao céu esta sendo usada para o engrandecimento de terceiros, em beneficio de um aglomerado de lideres que em vez de viver a palavra de Deus estão deixando os seus bolsos fartos em nome da fé e de um povo fervoroso.

“A igreja não nasceu para ser um banco, ela foi criada para que os homens visem nela Jesus Cristo e não contas bilionárias no exterior.”
Pastor Mauro Catalam

           Realmente, hoje encontramos pessoas que brincam com coisas realmente e estrondosamente sagradas. A cada minuto, neste país chamado Brasil, neste continente que se denomina americano, e neste imenso globo chamado Terra uma nova igreja é aberta, muitas delas a sombra daquele ditado muito conhecido: “Pequenas igrejas e grandes negócios.” Muitas delas são em prol de benefícios de pessoas de má índole, mau caráter e que não estão nenhum pouco preocupados com a salvação das almas, mas sim com o engrandecimento de seus patrimônios particulares.
              Meus amigos, a coisa não é brincadeira! Peço que liguem os seus aparelhos de televisão e coloquem no canal da emissora Record de televisão. Toda aquela programação e a própria emissora é boa parte bancada por fieis que com fé depositaram seu dinheiro como um sacrifício próprio para ajudar quem necessita. O problema aqui questionado não é o dinheiro que o povo doa para esta tal igreja, mas sim para o que ele é usado, como ele é aplicado e a quem ele beneficia. A Record de televisão pertence a um grupo que se denomina igreja, igreja esta que se prontificou a anunciar o evangelho, mas infelizmente não cumpre o objetivo que um dia fervorosamente disse que iria cumprir. Nesta rede de televisão que pertence a esta igreja, 99% de sua programação apresenta programas verdadeiramente imorais e ante cristão, ou seja, é o santo que patrocina o profano, é o bem que banca o podre, em outras palavras é a tal igreja contribuindo para a destruição do verdadeiro e legitimo cristianismo.
                 Eu não estou aqui para criticar os fieis desta igreja, respeito eles, pois também são o povo amado de Deus. Eu sei que muitas pessoas que estão lá dentro são cristãs, são homens e mulheres honradas, salvas e que levam a sua fé a sério. O problema é o jeito em que a igreja, que deveria ser exemplo, se comporta doutrinalmente e abertamente sem nenhuma vergonha.
                 Em vez de propagar o evangelho nos meios de comunicação que pertencem a eles, esta igreja prefere exibir e mostrar programas como a Fazenda, O melhor do Brasil, Programa do Gugu, Legendários, Rebeldes, Tudo é possível, inúmeros programas de fofocas e comentários da vida alheia, novelas e outros programas que uma igreja não deveria transmitir. Na madrugada, quando a maioria da população brasileira se encontra em descanso e dormindo eles tratam de passar alguma coisinha falando do evangelho, e muitas vezes travando brigas com outras igrejas e até difamando pessoas em shows baratos de exorcismo como destes links abaixo.


                 Penso que eles estão preocupados com o ibope, com a popularidade da TV e sua audiência, mas infelizes são eles, porque o reino de Deus (no qual eles carregam o nome se é que vocês me entendem) não é construído por ibope, mas sim de qualidade.
                Caríssimos, vamos ser bem francos, o evangelho hoje em dia da ibope? O nome de Jesus Cristo hoje da ibope? Programação cristã hoje da ibope? A resposta a todas estas perguntas é não! Ai alguns dizem: Mas Lucas, uma TV não sobrevive só de evangelho, nós temos que apresentar algumas coisas que anime e agite a galera! Eu pergunto: Des de quando uma igreja deve se importar em animar a galera? Nós estamos aqui para animar a galera, animar o povo ou engrandecer o nome de Deus? Realmente o evangelho não da tanto ibope, mas e dai! Particularmente eu prefiro mil pessoas ligadas em uma programação cristã, pessoas de fé e excelência do que bilhões de pessoas que se dizem cristãs que vivem vendo pornografia, adultério e promiscuidade. Uma TV  que é patrocinada com dinheiro de crentes para transmitir um lixo moral! É isso que a Igreja que diz ser do reino de Deus esta fazendo, e isso me entristece, pois o nome de Cristo que eles pregam dentro de enormes templos não esta sendo transmitido por esta tão poderosa ferramenta que são os meios de comunicação no qual eles mesmos são donos.
               Eu, no dia 6 de janeiro de 2011, me prontifiquei a dirigir um blog não somente dedicado a uma religião, mas a todo cristianismo, porque eu sinto que Cristo de alguma forma esta em todas elas, eu acredito na salvação quando a meta é Cristo. Não estou dizendo que Jesus Cristo não esteja nesta igreja que estou me dirigindo, mas ela esta tirando toda a sacralidade de uma verdadeira igreja e esta colocando interesses humanos no centro, centro este que deveria pertencer a Deus e não aos desejos meramente humanos.
              Uma coisa eu digo de todo o meu coração: Não brinquem de ser igreja, não lucrem bens materiais usando o nome de Deus e nem faça de coisas sagradas coisas mundanas, pois Cristo veio fazer a diferença, e a igreja como obra que ele mesmo criou deve seguir os passos dele.
              Depois de tudo o que disse me dirijo agora a Macedo e seus capangas. Sei que não sou ninguém para julga-los, mas eu como integrante da igreja de Jesus Cristo não posso deixar passar tão tamanho desrespeito para com a sacralidade contida em uma igreja. Peço a vocês que comecem a se “consertar” ou então derrubem suas placas baratas de igreja e fechem a sua instituição, pois igreja não nasceu para ser circo com palhaços engravatados fazendo seus showzinhos de expulsar demônios, muito menos de fazer de solo sagrado um picadeiro para engrandecer o que chamam de teologia da prosperidade. Comessem a se policiar mais em suas palavras, se privem de alguns atos e reformulem suas doutrinas, em outras palavras: Façam uma faxina urgente!
              A igreja nasceu das sagradas palavras de Cristo, e ele quis deixar aqui o caminho que nos desligaria do mundo para que chegássemos até as coisas do alto, mas infelizmente algumas igrejas estão fazendo o contrario. Estão usando a igreja para que alcancemos as coisas do mundo, pois prometem riquezas, multiplicação de bens, engrandecimento pessoal e não enriquecem o espirito das pessoas, não alimentam a alma com as  coisas realmente que são de Deus. Do que adianta eu ter meu bolso farto de bens e minha alma faminta do Espirito Santo?
              Espero que este texto abra os olhos de algumas pessoas, que a verdade seja dita e que as igrejas cristãs tenham uma só meta; Jesus Cristo, um caminho sobre a ética, moral e o bom senso. Peço desculpas palas palavras grossas, mas as vezes temos que usar palavras um pouco mãos fortes para que possamos perceber a gravidade e a seriedade da coisa. Portanto, sejamos inteligentes o bastante para identificar o que é sério e o que é uma brincadeira, o que é iluminado pela decência e o que esta sobre as trevas da baixaria. Por isso cuidado, pois a própria sagrada escritura nos diz que muitos farão da palavra de Deus uma causa de ganho próprio e não da salvação das almas ao nosso redor.

“Guardai-vos dos falsos profetas, que vem a vós disfarçados de ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.”
Mateus 7, 15

  Lucas de Almeida Moraes
Tomem cuidado quando dizem o nome de Deus. Não usem seu nome
para engrandecer seus bens, pois Deus não é um ganha pão, mas ele é a salvação
de todos! 
Facebook: Lucas De Almeida Moraes
imail: lam-hp@hotmail.com
skype: lucass294

7 comentários:

  1. É verdade Lucas, isso de brincar de ser igreja é coisa séria. Somos povos de Deus, e por dever, nós devemos utilizar os meios que temos para a obra de Deus e não para a obra do mundo. Abraço...

    ResponderExcluir
  2. É, falsos prófetas q usam o nomee de 'deus' para ter poder(dinheiro) ;s...muitoo boom o textoo ... =) abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Lucas, muito bom o texto , parabéns um grande abraço de seu pai.

    ResponderExcluir
  4. Igreja não precisa muito dinheiro, nem de ibope. Apenas um público fiel que esteja realmente buscando Deus. Igreja não é um local de lucrar, é um local onde você pode aprender e se arrepender, criar fé em um mundo melhor, e ser feliz. A partir do momento que ela visa dinheiro, não é uma Igreja, e sim um comercio. No caso da Universal, não é um comercio, pois ela não vende nada material, seria algo como... ROUBO, onde a arma é a lavagem cerebral. Acredito que existem pessoas realmente buscando Deus dentro da Universal, e me revolta, da Universal ver isso e ignorar, apenas focar no dinheiro...

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o comentário do Guilherme Lima, também acho que em todas as igrejas , não só na Universal, as pessoas buscam Deus, acredito que há pessoas sérias em todas elas, e também pessoas mau intencionadas que as usam para se enriquecerem as custa de um povo sofrido que buscam auxílio, que buscam a Deus. Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Se nós aqui já nos revoltamos diante de tal situação, imaginem Deus!
    Desde da época de Cristo, quando a igreja se tornou um ponto de comércio, esse ato se tornou repugnante!

    O mais desesperador é ver que a humildade pregada pela palavra de Deus, esta sendo totalmente contraditória!E pior, ainda existem "cristãos" indo buscar riquezas, ao invés da presença de Deus!

    ResponderExcluir