Pages

domingo, 29 de abril de 2012

A diferença do cristianismo para as religiões pagãs


O obelisco da praça de são pedro,
um simbolo egípcio que foi levado até
Roma nos tempos da gloria do império. Por
vontade do papa Sisto IV foi levado até a praça
no século XIV, para mostrar que cristo triunfa
sobre o paganismo e colocou uma cruz na ponta
mais alta do obelisco mostrando a gloria da
cristandade. 

                Amigos, com o carinho de irmão e o amor de filhos de Deus, nos reunimos aqui mais uma vez para fortalecer o nosso conhecimento e a nossa sabedoria que quer buscar mais de Deus. Hoje vamos focar no que o cristianismo tem a nos oferecer como verdade e o porque ele é a religião que drasticamente se difere das outras. Não vou usar este texto para atacar os amigos de outras crenças e de outra fé, mas vou mostrar o porque que vale a pena ser cristão e também o porque somos únicos.
               Jesus Cristo viveu em tempos que as leis de Moises prevaleciam sobre o povo, mas antes mesmo da vinda do Messias e até mesmo um pouco antes de Moises sabemos que cultos a deuses e deusas eram feitos, e os próprios homens distinguiam o que era cabível a cada deus, como o poder, nível de divindade e a que eles estavam voltados. Um exemplo é Afrodite, que foi denominada pelos homens a ser a deusa do amor e da beleza.
                Nós, cristãos, somos totalmente diferentes dos pagãos assim como de outras religiões. Nossa fé não esta depositada em bando de deuses que tem sobre si meros e poucos títulos, como deusa da beleza, da lua, do sol assim como tantos outros. Para nós um só Deus basta, e todos os títulos são cabíveis e dirigidos a ele, pois por sua gloriosa vontade se criou o sol, a lua e tudo o que existe.

 “Um só Deus se manifesta de varias formas: como Pai, criador do mundo, como Filho, salvador dos homens, e o Espirito Santo que eleva o homem a se sentir parte insubstituível no palco da criação.”

                Contudo, a maior diferença que se encontra entre cristianismo e o paganismo é que nós não precisamos fazer nenhum esforço para chegar a conclusão que existe um Deus. Para nós Deus é quem fez todo o esforço para vir até nós, morreu em uma cruz não somente para nossa salvação, mas também para aqueles que não acreditam nele.
                 Foi o próprio Deus que veio até nós. As outras religiões tem seus profetas que glorificam algo maior, mas para nós o grande se fez pequeno abitando em um corpo e o Deus verdadeiro abitou entre nós. Buda, Maomé assim como outros não são deuses, são apenas homens que fizeram sim a diferença, mas para nós Cristo não foi um homem comum, ele era Deus!
                 O Deus no qual acreditamos não ficou sentado sobre o tempo esperando os homens o descobrir, mas esteve participante em plena comunhão com sua criação no inicio e estará conosco até o fim.
                 Podemos unir toda a humanidade e tentar chegar a imaginar e formar varias figuras divinas, afinal somos seres altamente criativos que podem criar seres que estão comandando os caminhos da nossa existência. Contudo, felizmente, os homens nunca chegarão a compreender a grandiosidade desta sabedoria que mora no coração do Deus infalível. Ele esta muito acima de nós, e as nossas mentes criativas não são nada ao lado da extrema verdade que se incorporou na pessoa sagrada do Deus filho, Jesus Cristo.

“A nossa mera criatividade não é nada ao lado da suma verdade.”

O coliseu foi palco de inúmeras matanças
daqueles que seguiram a Cristo. Aqui foram mortos
os primeiros mártires da cristandade e também onde
era exaltado os deuses pagãos 
                  O império romano, antes de Constantino, era fortemente adorador desses inúmeros deuses ocupantes dos tronos invisíveis da mitologia.  Deuses estes que com suas imagens inventadas pelo homem enfeitavam as majestosas praças publicas com suas enormes estatuas, assim como as casas de banho, prédios gloriosamente ornamentados mostrando a grande gloria do império.
                   Enquanto essas estatuas enfeitavam o palco da vivencia de varias pessoas, o Deus verdadeiro já morava em pessoa no coração de homens e mulheres que ainda eram poucos, mas Deus também queria morar no coração de multidões, e por isso fez da boca de homens verdadeiras portas para a salvação, que expeliam o evangelho e o conhecimento da existência de um único criador acima de nós.

“A melhor maneira que o homem dispõe para se aperfeiçoar, é aproximar-se de Deus.”
Pitágoras

                     Amigos, talvez não estejamos mais em tempos que Zeus é adorado ou que Afrodite é amada, mas vejo um novo “movimento” neo-pagão nascendo. O mundo se descristianizou, culturas milenares estão sendo jogadas fora, a moral esta virando peça de museu, a ética tomou novos rumos e se tornou uma coisa fantasiada, onde se perde totalmente o respeito pelo sagrado.
                     Estamos vendo o tempo parindo um novo paganismo. Este que descarta a graça de Deus e faz da nossa vontade “racional” o centro da nossa vida. Pois eu digo, sejamos loucos, mas sejamos salvos!
Albert Einstein já tinha esta visão no seu tempo, tanto que deixou uma frase a nós que deixa bem claro o que esta acontecendo:

“As pessoas do futuro serão cósmicas e transcenderá um deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.”
Albert Einstein
                   
                   Caríssimos, somos falhos, pecadores e em nossa historia os erros sempre estarão presentes. Contudo somos filhos de um rei soberano, por isso somos príncipes e princesas, herdeiros da coroa da honra. Nós precisamos de gente santa, pessoas comprometidas com a propagação desta fé que ensina para nós que a maior gloria não esta nesse mundo, mas sim em um lugar majestoso que nos aguarda.

“De fato, se Deus não existisse, seria preciso inventa-lo.”
Voltaire

Lucas de Almeida Moraes 

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Permita que Deus cuide de você


             Queridos, é uma alegria tê-los novamente aqui. Peço desculpas por este pequeno tempo sem postagens, pois ainda estou de mudança e etenho pouco tempo. Hoje os convido a deixar um pouquinho o seu Orkut, facebook, Skype, msn e outros afazeres para parar um pouco em frente a tela do seu computador e partilhar esta reflexão comigo.  
              Deus no momento de nossa concepção assume um papel muito importante em nossas vidas. Ele se prontifica a cuidar de nós. Nossos pais como zeladores de seus filhos também são cuidadores de suas sementes. Eles receberam de Deus a divina missão de educar os seus filhos para ganhar o céu.
              Permitir que Deus cuida de você é mais do que ir a sua igreja todo final de semana, é mais até do que orar. Permitir que Deus cuide de você é obedece-lo e buscar a santidade, pois obedecendo a Deus nos podemos aprender  a orar e sair de nossas casas mais santos para glorifica-lo em nossas igrejas.

“Permitir que Deus cuide de você é obedece-lo”

              Muitas vezes nós não compreendemos o cuidar de Deus, não é verdade? Pois bem, toda vontade do criador tem o seu porque. Conhecer o meu cuidador e mergulhar em seu mistério, é entender o porquê que ele cuida de mim assim.
              A muitas coisas que somos “crianças” demais para entender, pequeninos na fé que precisam despertar para um crescimento positivo. Assim quando éramos crianças nossos zeladores nos colocavam limites e regras. Muitas vezes não entendíamos o porquê dos limites, mas cumpríamos as coisas que nos foram ordenadas.  Já jovens e adultos olhamos para o passado e podemos perceber que aquelas regras nos tornaram pessoas melhores, honestas, integras e inteligentes. Nós olhamos para aquele menino e menina pequenos a 10, 20, 30 e tantos anos atrás e vimos ele sempre perguntando o porquê daquela regra. Hoje nós podemos responder o porque: Porque meu zelador me amava e continua me amando, me amou tanto que pensou no meu futuro e o que aquelas regras me ensinariam!
              Cuidar é amar, e o amor também tem suas regras. Não seja um pai e uma mãe ingênua de dizer sim a todo tempo aos seus filhos. Dizer sim a todo momento não é amar como muitos dizem. Quando se diz sim a todo tempo para nossos filhos nós não estamos ensinando a eles a lidar com os inúmeros nãos que a vida ira trazer.
               Tudo isto também ocorre no cuidar de Deus. As vezes somos muito fracos na fé e não entendemos os seus sagrados planos. Somos acomodados e preguiçosos, não somos maduros o bastante. Mas tendo sempre cede e procurando entender e buscar o criador nós podemos chegar a compreensão de cada linha que ele escreve, mesmo sendo torta, nós vamos entender.

“É graça divina é começar bem. Graça maior é persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca.”
Dom Helder Câmara

              Particularmente me felicito, pois sei que a minha vida é um constante processo de conhecer mais a Deus, o meu cuidador. E quando mais eu conhece-lo, maior será a minha capacidade de compreender os seus planos refletidos em minha vida.   

“Entender como Deus cuida de nós é compreender que toda exigência tem um fardo, mas a gloria nos espera radiante em um caminho iluminado por um ser maior.”

               Deus nos coloca regras para nos proteger do mau! Se não fosse Deus separar a luz das trevas e Jesus Cristo ter se sacrificado, garanto, nos estaríamos como cegos em tiroteio. Mas não, como sempre Deus não nos deixou na mão, mas mostrou a nós os dois lados da moeda, o que é certo e o que é errado, o que ilumina e o que é das trevas.
               Amados, Deus cuida com amor, e este amor abre horizontes, mas nesse horizonte existe uma cerca e uma porteira aberta. A cerca é o limite que este amor apresenta, a porteira aberta é a liberdade que Deus nos da para que com o nosso entendimento possamos fazer as nossas escolhas. O criador não é uma cadeia, ele não nos prende mediante a seus mandamentos, mas nos liberta e apresenta a sua luz como uma escolha. Contudo, depende somente de nós e nossas escolhas que podem transformar radicalmente as nossas vidas e a dos nossos amigos.
              Nenhum ser humano pode ser feliz e nem se dar conta da sua existência se não estiver situado nos limites que tem. Eu compreendo que se eu ficar constantemente no fundo do mar eu poço me afogar,  porque meu folego tem um limite. Estabelecer limites na vida não é somente uma prova de amor a Deus, mas a nós mesmos!
              Quantas e quantas vezes fazemos algo que depois nos sentimos mal, pesados, abalados e angustiados não é mesmo? Isso muitas vezes é falta de amor próprio. Quando eu me amo eu devo procurar o que me edifica e não oque me machuca. E se ao caso tropeçar mesmo nos amando devemos recorrer a aquele que é o único remédio.

“O homem que sabe reconhecer seus limites é aquele que esta cada vez mais perto da santidade.”

              Amigos, talvez muitos de vocês conheçam pessoas que já deixaram seus limites a tempos, que deixaram de se amar e amar a Deus. Mostre a eles pelo teu sorriso que o colo cuidador de Deus é um lugar que nem palavras tem a capacidade de testemunhar tamanha grandeza, mas no silencio de um sorriso é possível, pois é ele que expressa a festiva alegria da alma!
              Deixe que Deus cuide de você, ele pode mudar os alicerces da tua vida e despertar no teu coração um amor que ira revolucionar não somente o seu viver, mas também de todos aqueles que estão a sua volta

“Deixe limpo o teu coração antes de permitir que o amor entre nele, pois até o mais doce mel azeda em um recipiente sujo!”

Lucas de Almeida Moraes

facebook: Lucas De Almeida Moraes
Skype: lucass294 

segunda-feira, 16 de abril de 2012

A teoria da evolução é a resposta para a não existência de Deus?

                Queridos amigos, sejam novamente bem vindos a mais um momento de reflexão  e recolhimento. Hoje quero expor a vocês um assunto que muitíssimas vezes serviu de contradição a nossa fé e que vem sendo estudada a séculos surpreendendo os campos da ciência e da própria religião: a teoria da evolução.
               Não é de tempos recentes que cientistas vêm arduamente trabalhando, discutindo, evidenciando e interagindo entre si para apresentar respostas concretas e plausíveis e esta duvida da concepção da vida. Incrivelmente sobre os cuidados da igreja medieval muitas pessoas contribuíram muito com estes estudos modernos. Muitos padres e clérigos apaixonados por botânica e anatomia começaram a estudar na renascença dentro de mosteiros e nos campos. Eles também trabalhavam em sítios arqueológicos e em locais que guardavam evidencias de vidas milenares, como em grutas com desenhos rupestres e antigas escritas.        Antes de Charles Darwin o mundo não era tão conhecedor desta intrigante hipótese, mas a partir de seus estudos cravados em seu famoso livro “A origem das espécies” em 1859, o globo começou a explorar esta teoria que para alguns era suma e irrevogável. Esta inovação abriu as portas para inúmeras faculdades mentais nos trazer estudos fascinantes e que trabalharia os incontáveis campos do pensamento humano.

“Como dizia Pitágoras: a evolução é a lei da vida, o numero é a lei do universo, mas tudo isto funciona a sombra de um sumo criador e mediante a sua questionável autoridade, Deus!”

                 Apesar de essas evidencias aprimorarem nossos estudos e pensamentos, alguns os encararam como uma prova irrevogável da não existência de Deus. Interpretaram a hipótese de Darwin como uma prova contra a criação de todas as coisas realizada por um ser maior e onipotente, ou seja, o banimento da ideia de que Deus tenha sido autor de toda criação.  Muitos, até os dias atuais, usam o evolucionismo para tentar provar que o Genesis não tem fundamento e é uma farsa acrescentada nas sagradas escrituras por pessoas sem estudo nenhum do caso e desconhecedores das leis de evidencia.

“Então o Senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o folego de vida, e o homem se tornou um ser vivente,”
Genesis 2, 7

                 Contudo, apesar de muitos dizerem que o fato da evolução é a resposta para a não criação de Deus eu afirmo e digo que o evolucionismo não é a prova da não existência de um ser supremo, na verdade chega até ser uma forma de compreendê-lo com mais facilidade e de fantásticas maneiras.
Charles Darwin 1809-1882
                Darwin no momento que começou a estudar as evidencias e as provas do inicio da vida não teve crises de fée muito menos deixou de acreditar na existência de Deus. Na verdade ele muitíssimo cristão, tanto é que chegou a cursar alguns anos aulas de teologia e em certos momentos de sua vida pensou em ser padre até se casar com Emma Wedgwood. Quando estava empenhado em seus trabalhos ele não teve a intenção de atrapalhar ou abalar a fé dos outros, mas mostrou a nós simples leis de evidencias onde pode-se encontrar de alguma maneira o dedo de Deus para haver tanta perfeição.
                Não se pode descartar as possibilidades e evidentes provas de uma evolução. É obvio e temos provas visíveis que os seres assim como nós humanos, até mesmo os animais irracionais passaram por transformações anatômicas que foram e são desenvolvidas e cada vez mais evidentes em cada estagio temporário em milhares de anos. Contudo volto a dizer que apesar das provas visíveis desta grande teoria não é cabível dizer que não existiu a participação da divindade na formação da vida e do mundo, ao contrario, podemos com cautela, estudo e muita atenção perceber que Deus na sua grandiosa sabedoria esta presente em cada fato histórico e evolutivo marcado neste longo estagio de tempo chamado eternidade.   Fantasticamente a divindade conseguiu criar a vida de maneira infinitamente interessante, capaz de provocar incontáveis explosões de intelectualismo em busca de respostas.
                 Podemos afirmar que no momento em que ocorreu as mutações genéticas, anatômicas e atômicas, Deus como sumo criador e autor da vida estava presente ali, participando de tamanha maravilha, criando cada detalhe que ao completo veio se tornar evolução. Sem duvidas para nós que cremos foi pela inteligência estupenda do criador que surgiram as primeiras células com suas maravilhosas estruturas com o núcleo, os glóbulos vermelhos e brancos contidos no sangue, a ligação dos órgãos para que funcionassem de maneira harmoniosa e em conjunto, as raízes dos pelos que esquentam o corpo assim como toda a estrutura corporal, das unhas de nossos pés, até os fios de nossos cabelos.
                 Como é estudado nas escolas sabemos que as incontáveis evoluções se deram pelo clima ambiente, pelo espaço geográfico e pela interação e misturas de raças, ou seja, este mundo criado pelas mãos e sabedoria de Deus, que tem inúmeros detalhes que ainda precisam ser descobertos, foram palco da evolução da vida para que chegássemos hoje e sermos o que somos.

“Não, a vida não é uma festa permanente e imóvel, ela é uma evolução constante.”
Ramalho Ortigão

                 Charles Darwin quando se refugiava em suas grandes jornadas e aventuras em busca de respostas da evolução das espécies, quando estudava cada órgão das incontáveis estruturas dos seres viventes, cada esqueleto e cada fóssil ele não contrariava que avia uma participação muito especial em tudo aquilo, na verdade penso que a cada descoberta ele louvava a Deus por tamanha sabedoria para criar sistemas corporais tão perfeitos que ao longo do tempo teve suas modificações. Darwin reconhecia em cada pequenino detalhe a grandeza de Deus.
                Os anos que Darwin estudou teologia e Medicina os ajudou a nunca separar a ciência da sua fé. De maneira benéfica ele conseguia conciliar as duas de modo pacifico e sem conflitos.
                Se estudarmos um pouco da matéria que aborda os estudos biológicos da Darwin e algumas leis de evidencia que nas quais muitas delas é mérito dele, seria tolice dizer que a evolução não é uma estrutura teórica bem definida. O criacionismo também é uma teoria muito bem explicada e ensinada pelos teólogos e filósofos religiosos, que tem como evidencia de fé nas sagradas escrituras e até mesmo na historia. Penso que de alguma forma estas duas grandes ciências de evidencia e de fé possam andar juntas e de mãos atadas.    Deus no silencio mais profundo mostrou ao homem durante todo este tempo que ele agiu de diversas maneiras. Ele conseguiu conciliar a evolução e a criação para que hoje olhemos para a nossa historia e notarmos diferenças não somente físicas, mas também de pensamentos e opiniões.
                   Obviamente não podemos negar que a uma certa rivalidade e disputa cultural, politica e teológica recorrente sobre as origens da vida, assim mesmo a formação da Terra, da humanidade ao todo, o universo e as galáxias e etc. Existe, é claro, uma eterna disputa entre os que concordam e defendem a crença religiosa do criacionismo contra os que aceitam o evolucionismo. Contudo apresento hoje a vocês uma nova maneira de buscar respostas no qual não banimos nenhuma das suas possibilidades, pelo contrario, as unimos com harmonia e as tornamos compatíveis sem conflito algum.

“Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades, lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram conquistadas do que parecia impossível!”
Charles Chaplin

                  Amigos, confesso que não sou expert nesse campo de estudo, mas na melhor das intenções não quis mostrar neste texto a explicação exata de uma ciência, mas tive a intenção de apresentar que a fé e a ciência, que a evolução e a criação e que o divino e o humano podem andar juntos respeitando os limites e impedindo conflitos que gerariam incontáveis desentendimentos. Portando, saibam que nenhuma teoria abala a existência do nosso Deus. A fé que esta em nós e que esteve em nossos ancestrais não é em vão, ele é a fonte da vida e o que nos fortalece a viver cada dia como se fosse o primeiro e o ultimo de nossas vidas.

Lucas de Almeida Moraes

“O homem com suas nobres qualidades, ainda carrega no corpo a marca indelével de sua origem modesta.”
Charles Darwin

“O homem que tem coragem de desperdiçar uma hora do seu tempo não descobriu o valor da vida.”
Charles Darwin
 msn; lam-hp@hotmail.com
facebook: Lucas De Almeida Moraes
skype: lucass294

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Pensando na vida

          Amigos, hoje não venho a vocês com longos textos e muito menos com inúmeros parágrafos. Hoje de maneira diferente, quero partilhar com vocês alguns dos meus pensamentos e frases que foram feitas com minhas faculdades mentais a fim que possa nos ajudar a raciocinar sobre a vida, pensar como estamos vivendo, como estamos realizando nossos dias neste peregrinação terrestre e o que estamos deixando para nossas gerações futuras. Convido você a pensar comigo:


“A sociedade vive envolta deste pensamento: Os homens gastam a saúde para aglomerar riquezas, e depois vão gastando aos poucos para recupera-la. Por terem suas cabeças ocupadas demais pensando no futuro, esquecem que existe um presente a ser vivido. Vivem suas agitadas vidas como se não fossem morrer um dia e morrem como se não tivessem vivido.”


“Penso que é triste viver sem Deus. É como estar longe de nós mesmos, não poder olhar para dentro de si e se sentir amado, querido e importante no meio de muitos. Viver sem Deus é se sentir esquecido por um Pai que criou tantos, mas esqueceu de você. Deus não abandona, Deus cuida, ele cura as feridas abertas e tem poder para fazer de uma lagrima sorrisos eterno.”


“Viva cada dia de sua vida como se fosse o ultimo. Celebre e faça festa pelas graças de se respirar, de tocar e sentir. Celebre o milagre da vida, pois é ela que nos sustenta. Não faça dela um simples rascunho, pois é perigoso não haver tempo suficiente para passar tudo a limpo.”



“Não seja como as flores que somente desabrocham na primavera. Seja forte para estar pronto para os desafios até mesmo nos invernos da vida. Não desanime com os obstáculos que a vida apresenta. Se houver pedras em seu caminho não as deixe simplesmente para traz, mas junte-as e construa um castelo!”   

 Lucas de Almeida Moraes 

msn: lam-hp@hotmail.com
Facebook: Lucas De Almeida Moraes 
skype: lucass294

Gostou? Compartilhe! 

domingo, 8 de abril de 2012

Pascoa, o triunfo da luz sobre as trevas!

Ja não existe mais um corpo! 

            Queridos e amados amigos, é um dia de extrema solenidade digno de festa, é pascoa! A luz de Cristo venceu a escuridão da morte e por ele brotou uma vida nova. Ele vive, e esta no meio de nós, abitando em meu e no seu coração. A alegria derrotou a tristeza de nossas almas e a felicidade reinou em nosso ser. O sorriso de Cristo se expressa hoje em cada ser vivo para mostrar ao homem que ele esta vivo e quer abitar em cada vida, em cada família e em cada coração.
             Hoje lembramos daquele que morreu como um humano, mas ressuscitou da morte como um verdadeiro e soberano Deus. Aquele que teve os punhos e os pés perfurados por cravos, sofreu, morreu e ressurge glorioso, vivo e para nunca mais adormecer, pois des do dia em que foi marcado o santo sacrifício, Cristo continua vivo e triunfante até depois do final dos tempos. Sua gloria não terá fim, ele é o alfa e o ômega, o principio e o fim, o tempo que passou, que passa e passara.

“Deus é luz, e não há nele treva nenhuma.”
1 João 1, 5

             No antigo testamento, no qual temos presente na sagrada escritura, a pascoa era marcada pela libertação do povo de Israel das garras do Egito, no qual os mantinha como escravos e aprisionados nos domínios do tirano faraó. Agora, na nova aliança entre Deus e os homens, somos nós que somos prisioneiros nos cárceres das trevas e do medo. É Jesus na sua ressurreição que nos liberta das prisões e nos apresenta a liberdade.
             A pascoa é o triunfo da luz sobre as trevas, é o momento em que Cristo se inflama de sua divindade e nos apresenta um Deus que ama a humanidade a ponto de vir e se fazer homem de carne e osso, morrer e ressuscitar para nos revelar que nele esta o verdadeiro caminho para a luz, o fogo santificador do Espirito Santo.
            No momento em que a ressurreição do Salvador se concretiza, é a certeza que nós temos que Cristo é de fato o filho e o próprio Deus. Com ele nós também triunfaremos, pois se morremos com Cristo com os nossos pecados nós também ressuscitaremos na luz como ele.

“Se, porem, andarmos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu filho, nos purifica de todo pecado.”
1 João 1,7

           Me sinto na responsabilidade de dizer-lhes que se quisermos encontrar a luz o caminho não sera tranquilo e muito menos fácil. O caminho da luz é o caminho pedregoso, carregando a cruz e estando constantemente pronto para os sacrifícios da vida em Cristo. O constante caminho da luz é feito de entregas totais, de dedicação e fé naquele que se sacrificou por muitos. Assim como o trajeto de Cristo o nosso caminho para a luz é o caminho do calvário, pois grandes sacrifícios resultam em grandes vitorias. Jesus ressuscitado é a prova de um grande sacrifício. Veio a ressurgir como o fogo da vela que foi apagada e voltou a ser acesa, o resultado de uma das maiores provas de amor que já existiram na historia.
             A ressurreição do mestre de Nazaré é um testemunho do imenso poder de Deus. Convenhamos que desafiar a morte não é fácil, praticamente impossível. Deus nos mostra a sua grandeza e supremo domínio no momento em que seu filho, morto na carne, se torna vivo aos olhos dos homens. Acreditar na ressurreição é acreditar em Deus! Se Deus realmente existe como guia a nossa fé, e se ele criou o universo e tem poder sobre o mesmo, então ele tem poder de dar a vida a quem esta morto, e fazer das cinzas novos homens e novas mulheres concretizados na fé.

“Aquele que afirma que pertence nele, deve andar como ele andava.”
1 João 2,6

            A pedra que tampava o tumulo foi removida. Não existe mais um corpo, não existe mais dor e sofrimento, mas sim vitória e certeza que ele vive novamente. Como Cristãos, podemos nos confortar com o fato de que Deus se tornou homem, morreu pelos nossos pecados, foi morto e ressuscitou glorioso no terceiro dia como avia prometido. As pedras do tumulo não poderia e não era capaz de segura-lo! Ele de fato vive hoje e se senta a direita do Pai. Ele esta presente em cada coração e em cada ser que o busca verdadeiramente para participar de sua pascoa com Jesus. Por tudo isto alegrai-vos povo de Deus, pois a Igreja viva tem um Cabeça vivo, e se ele permanece vivo a Igreja nunca desabara, pelo contrario, sempre estará fortificada nas paredes que foram erguidas des dos tempos dos apóstolos e continuam de pé até o fim dos tempos para a gloria de Deus e seus magníficos feitos.
             Queridos, não deposite a linda festa da pascoa no que o mundo criou inspirado em meras fantasias. Pascoa não é somente ovos de chocolate e bombons. Pascoa é a celebração da vida, é a certeza que existe um tumulo vazio, onde repousava um corpo que no qual não esta mais lá. Portanto, se policiem e não se encantem pela doçura de um pedaço de chocolate, mas se encantem em Cristo, a doçura em pessoa, o príncipe da paz que se entregou para o bem de seu povo.

“Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou seu filho unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele.”
1 João 4,9

               Amigos, que esta pascoa seja especial em sua vida. Que ela seja um marco em sua existência, pois você é um marco na historia de Cristo. Desejo do fundo de minha alma que Jesus ressuscite também em seu coração e que ele possa ser presente em seus atos, palavras e ações. Seja um templo vivo onde as pessoas possam encontrar o ressuscitado em sua vida para que Cristo poça fazer morada nelas também!
              Que o Cristo vivo esteja com todos vocês! Feliz pascoa!

Lucas de Almeida Moraes

“O tumulo fechado impede os olhos de contemplarem o poder de Deus, nos priva de testemunhar o triunfo da luz. O tumulo aberto é a prova que não existe mais um cadáver entregue aos vermes, mas sim que a vida surgiu novamente e esta no meio de nós!” 

Os vales serão levantados


msn: lam-hp@hotmail.com 
facebook: Lucas De Almeida Moraes 
Skype: lucass294

sexta-feira, 6 de abril de 2012

As feridas que nos curaram



             Queridos amigos e amigas que aqui se reúnem, hoje de maneira especial e com nossos corações transbordantes de gratidão, somos convidados a lembrar daquele que por amor aos outros disse sim a um sacrifício desumano e extremamente doloroso, mas assim como o sol surge nas colinas do horizonte a salvação por meio dele surgiu em nossas vidas trazendo a confirmação da vida eterna.
             A dois mil anos atraz, alguém estava pagando o preço de nossas inúmeras iniquidades. Jesus Cristo disse sim a algo que ninguém aceitaria. Somente um Deus com o coração repleto de amor seria capaz de aceitar tamanha provação, provação esta que na dor que Cristo sentia na cruz se tornava o remédio que curaria as nossas feridas abertas por nos mesmos em nossos atos ilícitos.

“Tamanho e absurdo foi o amor daquele homem, que por muitos ele sofreu e faleceu. O seu sangue que lentamente saia de suas chagas nos lavou e nos purificou para que de condenados pudéssemos ser salvos!”

            De fato as feridas de Cristo curou a humanidade, essa mesma humanidade que estava tão afundada no próprio pecado que precisou que um Deus viesse participar da nossa realidade e natureza para morrer de maneira tão humilhante para que fossemos libertos das ciladas do inimigo e nos encher das coisas que vem do alto. A morte de Cristo foi como uma nova chance dada ao homem, esta mesma chance que passa tão despercebida na vida de muitos, que para eles é somente uma coisa elaborada pelo estupendo e magnifico imaginário humano.
            Cristo naquela noite em que foi entregue aos soldados se compara aos cordeiros do velho testamento, que eram entregues ao sacrifício para a remição dos pecados como dizia a antiga lei. Agora quem é o melhor cordeiro do rebanho é Cristo, que é entregue em sacrifício por toda humanidade , pois foi pelo cordeiro de Deus que se tirou o pecado do mundo e nos revelou um novo sentido para o porque de buscar mais a Deus.

“Antes, Abraão iria oferecer o seu próprio filho em sacrifício, mas um cordeiro morreu em seu lugar. Agora é o filho que morre no lugar do cordeiro.”

            A gloria de Jesus Cristo se manifesta nos momentos em que ele sentia suas dores e de seu ultimo suspiro. Foi nesta hora que a gloria do sacrifício foi apresentada a nós e abalou os infernos, pois satanás perdeu a guerra para sempre a partir do momento em que Cristo triunfa sobre ele com suas dores. Prova de amor maior não existe,  gloria maior não a do que morrer para salvar amigos e até inimigos, pessoas que o amava e até mesmo o odiava por dizer simplesmente a verdade. O amor que morava no coração de Jesus era tão grande, que mesmo sofrendo a estrondosa dor física ele conseguiu perdoar todos aqueles que o maltratavam. O seu intenso amor foi capaz de invadir corações raivosos e acalmar as feras que moravam dentro de muitos, e de maneira muitíssimo especial plantou em cada um deles uma semente de esperança.   

“Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.”
Lucas 23, 34

             Sem sangue e sem entrega não haveria perdão. Se Cristo por algum motivo negasse a sofrer o que sofreu estaríamos definitivamente perdidos, pois sem o sangue de Cristo não haveria salvação, e estaríamos entregues e afundados nas trevas. É confuso pensar que a dor possa nos trazer algo tão precioso e maravilhoso, pois de maneira curiosa a dor de Cristo foi o que despertou a alegria, não de forma sarcástica, mas ele é a prova viva que toda noite escura nos levara a uma manha iluminada e radiante.
             Quando recebemos Cristo como salvador e Senhor, a perfeição dele nos cobre, e por isso podemos nos apresentar diante de Deus e alcançar a libertação do mal, pois pelo sacrifício do filho do homem nós nos tornamos livres.
              Amigos, convido agora vocês a explorar o campo do imaginário. Imagine você acompanhando aquela trágica cena, daquele homem com vestes sujas, em passos lentos, coroado com uma coroa de espinhos, carregando em seus ombros molhados de sangue uma cruz pesadíssima. Cansado, abatido e ferido. Com os olhos perdidos no meio da multidão presente, com o seu corpo todo chagado pelas frequentes chibatadas. Sim, este é Jesus, caminhando para o seu sacrifício perfeito. Esse é aquele homem que curou inúmeros, que ressuscitou Lazaro e andou sobre as aguas do mar. Foi pelo seu sim que temos a oportunidade de conhece-lo como Senhor e salvador, pois foi como Isaías disse: O castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.
               Que esta sexta-feira na qual lembramos da paixão de Cristo não seja mais um simples dia no seu calendário, mas que seja o dia do seu sim a Deus como o sim que Cristo disse para que eu e você estivéssemos aqui.

Lucas de Almeida Moraes
As feridas dele foram as que curaram as nossas! 
Antes de encerrar, gostaria que lessem o que esta abaixo.

            Olá meu filho, lembra de mim? Se não lembrar espero que saiba quem eu sou, e saiba também que eu me lembro muito bem de você!
             Eu tenho visto atentamente a sua aflição, eu as vezes ouso quanto resolve falar comigo, sim meu filho, eu sou teu Deus. Eu estou cuidando de você para todo sempre.
             Eu andei por todo este tempo da sua existência vasculhando o seu coração, e não achei um lugar para mim la. É muito apertado. Deparei-me lá dentro com coisas que não valem a pena, como desejos e fantasias que eu sendo quem sou, sei que não o levara a bons caminhos.
            Sabe, a alguns anos atrás eu sofri dores enormes, dores no qual você nem pode imaginar. Sabe porque eu senti estas dores? Para que hoje eu estivesse falando com você aqui. Sabe por quem eu fiz isso? Isso mesmo, por você e seus amigos. Eu sonhei contigo antes mesmo de você nascer, e me sacrifiquei para que você fosse livre e tivesse salvação.
            Gostaria que se lembrasse de mim pelo menos alguns momentos da vida. Que me de espaço no seu coração e que passasse a andar comigo. Como seria bom andar com você meu filho!
            Você é muito especial para mim, sempre será. Mesmo quando trilhar nos abismos da vida eu estarei com você. Quando andar na escuridão eu serei a sua luz, quando tiver duvidas eu serei a sua fonte de sabedoria. Se por acaso você cair eu lhe levantarei, quando se machucar eu sararei suas feridas, pois eu sou Deus, o criador.
            Venha comigo, siga-me, eu prometo que vale a pena! Eu te espero ansiosamente, pois quero telo em meus braços como o filho que volta a casa do seu Pai. Saiba que eu te amo, e estarei com você até o fim dos tempos.


quinta-feira, 5 de abril de 2012

Por ele fomos salvos!

          Amigos, nos preparemos para relembrarmos da paixão do nosso salvador pelo mundo. Hoje somos convidados a olharmos para nós mesmos e refletir sobre a nossa vida, pois se não fosse pelo sim de Cristo nós não estaríamos aqui! Desejo um belo encontro com Cristo, e que ele seja a base de nossas vidas e o centro do nosso discernimento, pois com Cristo nós aprendemos a cair e levantar, a juntar as pedras nos nossos caminhos e construir castelos.
          Deixe que Jesus seja o autor de sua historia. Você ira sofrer, não nego, mas com ele não existe final, mas sim eternidade feliz!


      Lembremos sempre do sacrifício de Cristo, pois foi pelo sangue dele que a humanidade não caiu nas trevas e tomou conhecimento da verdade!

"Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades, o castigo que nos trouce a paz estava sobre ele, e por suas feridas fomos curados"
Isaías 53, 5



domingo, 1 de abril de 2012

Tempo de pensar, de orar e buscar

              Queridos amigos, esta semana que iremos dar inicio não é como as outras, ela é muito especial para nós cristãos. Para aqueles que tem fé este período nos lembra aquilo que mudou os rumos de nossas vidas, pois o filho do homem, Jesus Cristo, veio a nós e cumpriu a sua mais preciosa meta; O seu santo sacrifício.
Especialmente neste Domingo, lembramos da passagem que as sagradas escrituras nos apresenta e que da inicio para a preparação da pascoa cristã: A entrada triunfal de Cristo em Jerusalém. Antes de darmos continuidade a nossa reflexão, quero compartilhar com vocês uma linda passagem bíblica no qual estamos refletindo e nos ajudara em grande escala a compreender o que Cristo tem a nos dizer neste dia.


    Quando se aproximaram de Jerusalém e chegaram a Betfagé, ao monte das Oliveiras, Jesus enviou dois discípulos, dizendo-lhes: Vão ao povoado que estas adiante de Vocês logo encontrarão uma jumenta amarrada, com um jumentinho ao lado. Desamarrem-nos e tragam-nos para mim. Se alguém lhes perguntar algo, digam-lhe que o Senhor precisa deles e logo os enviará de volta.
    Isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta: Digam a cidade de Sião: Eis que o seu rei vem a você, humilde e montado num jumento, num jumentinho, cria de jumenta.
    Os discípulos foram e fizeram o que Jesus tinha ordenado. Trouxeram a jumenta e o jumentinho, colocaram sobre eles os seus mantos, e sobre estes Jesus montou. Uma grande multidão estendeu seus mantos pelo caminho, outros cortavam ramos de arvores e os espalhavam pelo caminho. A multidão que ia adiante dele e os seguiam gritavam: Hosana ao filho de Davi! Bendito é o que vem! Hosana nas alturas!
     Quando Jesus entrou em Jerusalém. Toda a cidade ficou agitada e perguntava: Quem é este?
A multidão respondia: Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.
Mateus 21, 1-11


         Caríssimos, o rei não veio sobre luxuosas carruagens e nem sobre belas bigas romanas, mas veio montado em um jumento, animal usado para o trabalho e para suprir as necessidades humanas. Assim como o jumento é usado para suprir e ajudar nos afazeres dos homens, Jesus vem como humano a este mundo para suprir as necessidades da alma de todas aquelas pessoas que por vontade própria abrem os caminhos de suas vidas para que o rei possa passar.
           Novamente podemos nos deparar com os planos de Deus presentes em pequenas e humildes coisas. É impressionante a sabedoria de Deus, pois ele pode dominar toda a areia da praia, mas ele escolhe somente um grão desta areia para nos mostrar algo especial. O Cristo quis usar um jumento para que pudesse entrar no lugar onde iria sofrer e cumprir a sua dolorosa meta. Jumento este que nos mostrou que o triunfo não esta somente nos touros e alazões, mas também em um simples jumento, que se destaca não pelo seu pobre porte, mas sim por aquele que esta sobre ele, pois a presença de Cristo transforma coisas pequenas em grandes, transforma um jumento em um belo cavalo,  é capaz de transformar casas humildes em castelos que abrigam o príncipe da paz.   

“O homem tem o seu triunfo quando ele reconhece que existe um Deus que quer participar ativamente de sua vida!”

           Como podemos ler na passagem que nos foi apresentada, os profetas do velho testamento já profetizaram esta humilde e triunfante chegada a Jerusalém, pois Deus os capacitou a serem veículos de paciência e espera para que estivéssemos preparados para os sinais da vinda de Cristo. Assim diz a profecia: Eis que o seu rei vem a você, humilde e montado num jumento.” Jesus era tão especial que era capaz de transformar vidas somente com seus atos. Ele conseguia transformar um humilde animal em um trono que as pessoas viam e enxergavam igualdade e amor, pois os reis sempre caminhavam em seus belos transportes, enquanto o filho de Deus no lombo de um animal. Ele também era capaz de fazer daquela multidão reunida um motivo para festejar, não somente pela sua presença, mas para comtemplar o espetáculo da vida, vidas estas que seriam salvas mais tardes na sua entrega a cruz.
Onde Jesus tocava toda a tristeza dava
lugar a felicidade, assim como a flor que
estava mucha e agora reluz a sua beleza! 
             Naquele lindo e festivo dia, a cidade de Jerusalém parou para ver Jesus passar. Todos queriam lançar os olhares sobre aquele que podia curar a lepra, fazer com que cegos vicem, que surdos ouvissem, que mudos falassem e que transformava o cerne de muitas pessoas com palavras doces e de tamanha sabedoria. Todos queriam conhecer aquela face, queriam olhar para ele e em um simples olhar tentavam responder as inúmeras duvidas de fé que passava no coração de cada um.
             Alguns ali presentes não sabiam quem era aquele homem montado no lombo do animal, e perguntaram aos outros: Quem é este? E a multidão respondia: Esse é Jesus, o profeta de Nazaré da Galileia, esse é aquele que não veio a nós como ditador, mas sim para destruir os tronos da injustiça e triunfar sobre eles. Esse é aquele que nasceu em uma estrebaria, que participava das reuniões dos sábios, que dividia a mesa com leprosos e miseráveis,  fazia deles melhores amigos.

“O reconhecimento se torna realidade a partir do momento em que fechamos nossos ouvidos para o mundo e abrimos o nosso coração para Deus, pois não estamos aqui para receber méritos passageiros, mas sim eternos!

             Infelizmente esta festa para acolher o Messias não foi a porta para a hospitalidade, mas sim para a dor. As mesmas pessoas que agitavam os ramos e glorificaram a Deus são aquelas que humilharam e maltrataram Jesus em sua paixão. As mesmas mãos que o louvaram foram aquelas que o maltrataram. As mesmas bocas que anunciavam a sua feliz vinda foram aqueles que caluniaram e o difamaram, que testemunharam um homem pregado a sangue frio em uma cruz.
             A entrada de Jerusalém já foi o ponto de entrega total ao sacrifício que o aguardava, pois ao atravessar as fronteiras Jesus como Deus já sabia o que o esperava. Cristo no momento em que é exaltado como rei em sua majestosa entrada, ele se compara ao sacrifício do velho testamento, que era com pompas e nobreza para que fosse entregue em favor de muitos. Assim como no sacrifício da antiga aliança Jesus é aquele melhor cordeiro do rebanho, que é preparado para ser entregue ao sacrifício em favor de toda humanidade sem distinções.

“Porque ninguém pode colocar outro alicerce além do que já esta posto, que é Jesus Cristo.”
1 Coríntios 3, 11

            Amigos, assim como Jesus teve a sua entrada triunfal em Jerusalém, ele também quer entrar no seu coração de maneira humilde e amorosa. Quanto Cristo bater em sua porta não o deixe do lado de fora, pois a vida de um cristão não pode continuar com Jesus que bate a porta, mas sim dentro de nossas casas, escola, trabalho e onde nós passarmos, pois quando lançar olhares em nós não virão somente pessoas, mas a face do próprio Cristo em nossos atos. Peça a Deus que aonde você demarcar seus passos que eles sejam fontes de salvação, assim como Cristo que tocava o solo imprestável do nosso coração e fazia dele um jardim onde ele passeia e te aguarda para um feliz encontro.
             Nessa semana na qual denominamos santa, reflita sobre seus atos, suas palavras e pense em sua vida. Lembro-lhes que não estamos aqui para animar os outros, mas para agradar aquele que nos criou. Por isso ore e persevere, faça festa pois por Cristo e pelo seu santíssimo sangue estamos aqui, e pelo sangue dele nós podemos esmagar as trevas e nos reconhecer como legítimos filhos de Deus!
É tempo de orar e refletir! 
“Nós, porem, não recebemos o espirito do mundo, mas o Espirito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente.”
1 Coríntios 2, 12

Lucas de Almeida Moraes
Contatos:
msn: lam-hp@hotmail.com
facebook: Lucas De Almeida Moraes
skype: lucass294